QUASE FOI, MAS NÃO FOI!

Timão jogou bem, mas a bola não entrou e acabou custando a sonhada vaga nas quartas de final

 

Foi uma noite de encher os olhos a qualquer apaixonado por futebol. Corinthians e Flamengo entraram em campo no Maracanã, às 21h30 desta terça-feira (4), para decidir a vaga para as quartas de final da Copa do Brasil e fizeram uma partida à altura da rivalidade histórica e da grandeza dos dois clubes.

 

(Foto por Daniel Augusto JR./Agência Corinthians)

 

No aspecto técnico e em tudo que diz respeito a desempenho dentro de campo, o Timão foi bem e não deixou a desejar em nada. Talvez tenha faltado um pouco de sorte e de apreço da bola pela equipe alvinegra. Com todos os ingressos do setor visitante vendidos, a Fiel marcou presença e nem mesmo apoio das bancadas faltou.

 

Durante todo o primeiro tempo, o Corinthians foi superior. Apesar da ausência de Fagner (que, lesionado, se apresentou hoje à Seleção Brasileira para a Copa América), Michel Macedo conseguiu fazer bem seu trabalho e mesmo um pouco menos frio do que o camisa 23 costuma ser, deu conta do recado e contribuiu bem na marcação. Jadson, titular polêmico, ficou um pouco apagado, mas hoje deixou de lado seu papel de meia de ligação e contribuiu mais na defesa do que propriamente no ataque. Já no setor ofensivo, Vagner Love jogou como um leão, sem desistir de nenhuma bola, buscando todos os lados e tentando ao máximo buscas o gol. Foram 45 minutos de um Corinthians completamente adiantado, com controle de bola, com seriedade e segurança e muita firmeza no futebol que estava jogando. Parecia realmente ser só questão de tempo para que a bola entrasse.

 

A segunda etapa foi um pouco diferente. O Flamengo voltou mais forte e conseguiu equilibrar melhor a partida. A bola, que antes era de domínio completo alvinegro, passou a ser melhor disputada e a ficar entre um verdadeiro fogo cruzado entre os ataques e defesas de ambas as equipes. O time de Fábio Carille passou a ter mais trabalho e Cássio foi mais vezes acionado. O primeiro grande susto, veio em um gol bem anulado pelo árbitro Leandro Vuaden, que marcou uma falta de ataque de Rodrigo Caio em Vagner Love. O Corinthians tentou, tentou, tentou, de todos os jeitos e formas possíveis, mas a bola não quis entrar. O Flamengo acabou tendo mais sorte e conseguiu abrir o placar com Rodrigo Caio, já aos 41, deixando a equipe visitante sem ter mais muito o que fazer.

 

Foi uma partida bem equilibrada e dessas que são teste para cardíaco. Ambas as equipes tiveram seus bons momentos, fizeram uma boa disputa de bola, se impuseram como grandes adversários que são, mas ainda assim, o Corinthians jogou melhor e de forma mais segura. Talvez pelo conjunto da obra e, se existe alguma justiça subjetiva, merecia voltar para casa com a vitória. Mas sabemos que  futebol não é esporte justo, posse de bola e futebol bonito não vencem jogo e vale a máxima do “quem não faz, toma”. Reverter um resultado, ainda que de apenas 1x0 contra o Flamengo, no Maracanã, não é fácil e se é pra ser eliminado, que seja lutando até o final e jogando como um grande.

 

(Foto por Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)

 

No que se trata de futebol e esquecendo a eliminação (ainda que seja dolorida), vejo a partida de hoje como um sinal positivo. O Coringão ainda tem pela frente Campeonato Brasileiro e Sul-Americana e ver a equipe jogar tão bem contra um adversário forte, dá uma esperança. É esse o time que queremos ver em campo, um Corinthians que luta, que vai até o último fio por uma disputa de bola, que não se acovarda e que diz ao adversário como é que se deve jogar. Para mim, ficou claro que a partida de hoje seria definida em detalhes, depois daquela bola incrível do Ralf que quicou na trave e acabou indo para fora. Vou demorar para digerir aquele lance e vou sonhar com ele por alguns dias.

 

Nem sempre dá pra se ganhar e parte do hoje foi consequência de erros passados que, esperamos, não se repetirão mais.

 

Parabéns aos torcedores que fizeram bonito no Maracanã e demonstraram apoio incondicional ao Corinthians até o último minuto. A Fiel é foda!

 

O próximo desafio do Corinthians é no próximo sábado (8), pelo Brasileirão, contra o Cruzeiro, no Mineirão. Além de Fagner, que já se apresentou, teremos também o desfalque de Cássio, que viajou do Rio de Janeiro direto para Brasília, onde a Seleção Brasileira enfrenta o Catar nesta quarta (5).

 

Segue o baile! Vai, Corinthians!

 

Por Victória Monteiro, maloqueira e sofredora, graças a Deus!