QUE VACILO!

Corinthians fica no 0x0 com o Fluminense e decidirá a vaga no Maracanã

 

Foto: Gazeta Esportiva


 

Adoraria começar esse texto dizendo que conseguimos uma boa vantagem e que no jogo de volta só precisaremos administrar resultado, mas a realidade não me permite. Corinthians e Fluminense fizeram o típico jogo morno onde ninguém ataca e fica cada um fechado na sua casinha.

Sabemos que cada competição é uma competição, mas sabemos também que, no geral, as equipes vivem momentos distintos: O Corinthians está em ótima fase no Brasileirão, se recuperando e emendando uma boa sequência de invencibilidade. Já o Fluminense, de 21 jogos disputados, só não tomou gol em 1 deles e ainda está na luta para se ver livre da zona de rebaixamento. Na teoria, seria um time com uma defesa mais fácil de se vazar. Mas era óbvio que se existia uma máxima, o Corinthians iria contra ela.

O jogo em si foi muito feio, daqueles que não dá prazer nenhum em assistir. Carille teve o retorno de Clayson, Avelar, Love e Cássio para compor o time titular e, na parte defensiva, ajudou, já que com nosso paredão em campo, todo o time fica mais seguro. Quem, porém, não fez sua melhor partida, foi Danilo Avelar, que por muitas vezes deixou buracos no campo e perdeu algumas disputas que não poderiam ter sido perdidas. 

No geral, o Timão teve algumas boas chances, jogou coletivamente melhor que o Fluminense, mas a falta de capricho na hora da finalização foi o que mais atrapalhou. A principal chance aconteceu já nos minutos finais da partida, em uma bola de Gustavo que acabou parando na trave e infartando metade da população corinthiana do mundo.

O principal destaque negativo vai para Jadson, que entrou no segundo tempo. É importante ter um jogador com a experiência dele em campo, principalmente por ser um bom batedor de faltas, mas o departamento médico do Corinthians precisa se atentar urgente. O camisa 10 já não é o mesmo há algum tempo, ganhou muito peso e isso têm se refletido em campo, nas bolas que ele não consegue chegar, nos tiros que ele não consegue dar e principalmente nos chutes que já não tem mais a mesma precisão. O destaque positivo vai para o menino Pedrinho, que mais uma vez, mostrou raça, vontade e talento e jogou o fino do seu futebol.

O jogo de volta acontece na próxima quinta-feira (29), no Estádio do Maracanã, novamente às 21h30. O Corinthians terá a vantagem do empate com gols a seu favor.

 

Não será fácil, mas não é impossível.

 

Vai, Corinthians!

 

Por Victória Monteiro, maloqueira e sofredora, graças a Deus!