Quem é o culpado pela derrota?

 

 

Na tarde deste domingo (25) o Coritiba entrou em campo contra a equipe do Cruzeiro no estádio Mineirão e saiu derrotado pelo placar de 2x0.

 

 

 

19512399_1432646106829350_1030413247_n.jpg

Foto: Coritiba Oficial

 

 

 

Horrível! Péssimo! Ridícula! Palavras que descrevem muito bem a atuação da equipe Alviverde, apesar de ter começado o primeiro tempo tomando pressão do Cruzeiro, o time soube se ajeitar e começou a atacar, foram duas bolas na trave e jogadas boas, com claras chances de gol, mas aí, em um erro de contra ataque o Coxa tomou o gol de Thiago Neves, que sem medo, mandou rasteiro e certeiro para o gol de Wilson. Mesmo após o gol, o Coritiba ainda tentou mas não conseguiu marcar, o mínimo que esperávamos para o segundo tempo eram mudanças do técnico Pachequinho, porém, nada mudou.

 

Segundo tempo e o Coritiba não parecia estar em campo, o sufoco começou e não demorou muito para o segundo gol do Cruzeiro sair. Desta vez, Sobis deixou Wilson pra trás e marcou um golaço, eram 2x0. O segundo gol do Cruzeiro saiu aos 19' minutos do segundo tempo. Pachequinho vendo o time perdido em campo, só resolveu mudar aos 25' minutos, quando tirou Henrique Almeida e colocou Getterson. Mesmo com as mudanças o Cruzeiro era quem mais tinha vontade de jogar. A outra mudança no Alviverde veio aos 30' minutos, saiu Rildo (que jogou bem) para a entrada de Iago Dias. Não tínhamos muito tempo, o máximo que poderíamos buscar era o empate, mas nada aconteceu. Outra alteração, desta vez aos 33' minutos, saiu Galdezani para a entrada de Tomás Bastos.

 

O jogo caiu de ritmo, o Coritiba parecia ter aceitado o placar, e assim foi até o final da partida. Um time sonolento, apático e sem vontade, e quem devemos culpar nessa história toda? Jogador? Técnico? Pois é! Desta vez o erro maior foi de Pachequinho, deveria ter voltado para o segundo tempo com uma mudança e não as fez, e mesmo após o gol, ainda demorou a se decidir.

 

Agora vamos falar de Alecsandro, que não está sabendo substituir o capitão Kléber (que aliás está fazendo uma falta danada ao time do Coritiba). Pachequinho não consegue enxergar que Henrique Almeida e Alecsandro na frente não está dando certo, o cara é um verdadeiro cone, não acerta passe, muito menos uma jogada ao gol. Desde a saída de Kléber tem sido um desastre e no ataque, com Alecsandro não dá! E não é por falta de opções, é por falta do técnico enxergar que não está dando certo!

 

São cinco partidas sem vencer, a última vez que comemoramos gol foi no jogo contra o Botafogo no empate por 2x2 (lembrando que os dois gols do Coritiba foram de pênaltis) após isso, tínhamos dois jogos em casa, contra o Bahia era obrigação vencer mas, acabamos perdendo Kléber por expulsão após uma confusão com Edson do Bahia, e amargamos o empate por 0x0. Mais uma vez, em casa, desta vez contra o Corinthians, sabíamos que seria difícil, mas o Coxa criou grandes chances porém sem sair do 0x0. Saimos do conforto de casa para enfrentar o tão embalado Grêmio, era melhor defesa contra o melhor ataque, bom, perdemos o título de melhor defesa e amargamos novamente, dessa vez a derrota por 2x0.

 

Contra o Cruzeiro novamente o gosto, dessa vez muito mais amargo, e de saber que a derrota veio por culpa apenas do técnico, que não soube ter peito para mudar o time. Parecia estar com medo e não tem explicação, todo o planejamento até a 10ª rodada foi para o brejo, tudo por pequenos detalhes que podiam ter feito a diferença ao Coritiba. Agora amargamos a 9° colocação e nos perguntamos, cadê o Coritiba que estava em 3°, brigando com os grandes pela liderança? Cadê? Temos que saber se portar e não depender somente de um jogador.

 

Agora é dentro de casa e a torcida vai pegar no pé. Novamente temos a chances em nossas mãos, é só assumir os erros e saber ajeitar tudo, esse ano eu quero brigar lá em cima, estamos cansados da mesmice, queremos o Coritiba que foi campeão Paranaense e que começou o Brasileiro extremamente bem, sendo elogiado por todos os lados. Lógico que uma hora íamos perder, mas ficar cinco jogos sem marcar gols e perder duas seguidas já é sacanagem pra um planejamento que é brigar na ponta.

 

Um dia ruim e uma semana inteira pra se recuperar, a nossa luta e ilusão continuam, agora dentro de casa temos a chance de voltar a vencer, queremos um Coritiba com raça e força de vontade, peças boas nós temos, só falta saber explorar elas e sair da mesmice, somos a torcida que nunca abandona e, agora que mais precisamos será a hora que mais iremos apoiar! Eu confio em um ano melhor e assim será!

 

 

MEU CORITIBA SEMPRE ESTOU CONTIGO!

 

 

 

FICHA TÉCNICA

BRASILEIRÃO 10° RODADA

 

CRUZEIRO 2X0 CORITIBA

 

 

 

Local: Mineirão - Belo Horizonte - MG

 

Data: 25/06/2017

 

Horário: 16:00h

 

Árbitro: Marcelo Aparecido R de Souza - SP

 

Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho - SP e Bruno Salgado Rizo - SP

 

Quarto Árbitro: Fabio Rogerio Baesteiro - SP

 

 

CORITIBA: Wilson, Léo, Márcio, Werley, William Matheus, Jonas, Matheus Galdezani (Tomas Bastos), Tiago Real , Rildo (Iago Dias), Henrique Almeida (Getterson) e Alecsandro  - Técnico: Pachequinho

 

BANCO: Bruno Brígido, William Menezes, Dodô, Walisson Maia, Thiago Carleto, Tomas Bastos, Getterson, Edinho, Yan Sasse e Iago Dias

 

 

CRUZEIRO: Fábio, Ezequiel, Léo, Kunty Caicedo, Diogo Barbosa, Ariel Cabral, Lucas Romero (Hudson), Thiago Neves, Robinho, Alisson (Rafael Marques ), Rafael Sóbis (Sassá)

Técnico: Mano Menezes

 

BANCO: Rafael, Henrique, Ramón Ábila, Rafael Marques , Lucas Silva , Bryan , Lennon, Elber , Hudson, Arthur, Murilo e Sassá

 

 

Gols:

Thiago Neves (Cruzeiro) - aos 37 minuto(s) do 1º Tempo

Rafael Sóbis (Cruzeiro) - aos 20 minuto(s) do 2º Tempo

 

Cartões:

Amarelos: Alecsandro (Coritiba), Léo (Coritiba)

Vermelhos: Não houve.

 

 

 

POR: PATRÍCIA MORO.