Referência nas arquibancadas da Vila Belmiro, conheça a Vovó do Santos.

Referência principalmente nas arquibancadas da Vila Belmiro, Dona Edilza Alves Esteves, de 67 anos, mais conhecida como "Vovó do Santos" é inspiração para muitos torcedores alvinegros. Dona Edilza comprova que para acompanhar e demonstrar amor ao seu time do coração não tem idade e nem barreiras que possam atrapalhar.

 

Fonte: Facebook / Vovó do Santos

 

Em um esporte onde as mulheres ainda ocupam seu espaço nas arquibancadas, e muitas sofrem até preconceito, ver o respeito e a admiração que a Vovó recebe é algo que ainda nos faz ter a esperança de um futuro ainda melhor, para quem ainda está nessa luta.

 

No mês em que comemoramos o dia da mulher, o Blog Mulheres em Campo tem o prazer de trazer uma breve entrevista com a Dona Edilza, a "Vovó do Santos" que contou um pouco mais da sua relação com o Santos Futebol Clube.


 

Como surgiu seu amor pelo Santos?

 

"Meu amor pelo Santos surgiu por ciúmes do meu marido. Porque em dia de jogo do Santos ele só queria saber do Santos. Aí, para ficar mais perto dele, comecei a assistir também, fiquei encantada e nunca mais deixei de acompanhar o Santos."

 

Qual a lembrança mais marcante que a senhora tem relacionada ao clube?

 

"A lembrança mais marcante foi o meu primeiro jogo na Vila Belmiro. Foi emocionante! Eu fiquei tão encantada pela Vila e pela Torcida Jovem que nem lembro contra quem o Santos estava jogando. Entrei no meio da Torcida Jovem e fiquei até o último batuque. Dali eu não saí mais."

 

Qual a maior loucura que já fez para acompanhar o Santos?

 

"Graças a Deus, eu nunca precisei fazer nenhuma loucura até o momento. Mas, se precisar, eu faço qualquer coisa para ver o meu Peixão jogar."

 

Nas arquibancadas da Vila Belmiro a senhora já é uma figura bem conhecida, como lida com o carinho de grande parte da torcida?

 

"Eu fico muito feliz com o carinho que venho recebendo. Sempre que pedem pra tirar foto eu vou com muito prazer."

 

A cada ano as mulheres buscam mais seu espaço no meio esportivo, já chegou a sofrer preconceito nos estádios por ser mulher?

 

"Nunca tive esse tipo de preconceito. Eu vou e nunca sofri nenhum preconceito, pelo contrário, sou recebida com muito amor e carinho. Graças a Deus!"

 

Recentemente, a senhora resolveu marcar seu amor pelo Peixe na pele. Como surgiu essa ideia? Era um sonho antigo?

 

"A tatuagem é um sonho muito antigo. Foi a melhor forma que eu encontrei de demonstrar o meu amor pelo Santos."

Fonte: Facebook / Vovó do Santos

O que espera da temporada do Santos?

 

"Espero que o Santos melhore no Paulista, para chegarmos bem na Libertadores e no Brasileirão. É isso que quero pro Santos. Do jeito que está, não dá!"

 

Deixe um recado para todas as torcedoras alvinegras que se inspiram em você.

 

"Eu, como a Vovó do Santos, deixo um recado para todas as alvinegras: Façam como a Vovó, vão ao estádio! Nossa presença é muito importante para o Santos."


 

NOTA DA COLUNISTA

Fonte: Facebook / Vovó do Santos

 

À Vovó, meus mais sinceros agradecimentos. Foi um prazer enorme para mim, como torcedora e aspirante a jornalista escutar um pouquinho das suas experiências. Por tantas vezes lhe vi nas arquibancadas da Vila Belmiro e imaginei se um dia estarei assim, chegar na sua idade com tamanha disposição. Você é um exemplo!

Carolina Ribeiro