RIVALIDADE SÓ DENTRO DE CAMPO

O texto bonitinho de dia dos namorados foi postado logo após a meia noite nas nossas redes sociais. Só que é impossível falar de nós, nosso namoro, nossos momentos, sem falar de futebol.

Escrever sobre o nosso amor azul e vermelho, não é fácil. Aliás, quando o assunto é nós, faltam palavras para descrever o que gostaria.

 

(Foto: arquivo pessoal)

 

Antes mesmo de saber o que era amor, o que é namoro ou como encontraria alguém para ser meu namorado, eu já queria de cara, um gremista.

Queria que ele me acompanhasse nas idas ao estádio, assistisse aos jogos comigo, conversasse sobre futebol e que não visse problemas no meu fanatismo pelo Grêmio.

Mas então de tanto querer e de tanto incomodar o time rival, Deus colocou um colorado no meu caminho. Talvez para me incomodar, cornetear, e talvez, quem sabe, para me ensinar o que é o amor.

Ele chegou devagarinho, foi conquistando lugar na minha vida e no meu coração, me ensinando porque não deu certo com ninguém antes, e mostrou que quando se trata de futebol e quando existe amor, não tem rivalidade alguma que destrua um sentimento.

Nós estamos aí e somos conhecidos como o casal Gre-Nal, e eu fico imensamente grata e feliz por isso.

 

(Foto: arquivo pessoal)

 

Nosso primeiro jogo juntos no estádio foi em um Gre-Nal no qual fomos de torcida mista, com as respectivas camisas que personalizamos e trocamos de presente. Você me deu uma do Tricolor e eu, uma do Colorado. E quem diria que tanto eu como você iríamos comprar camisa do rival algum dia né?

Há 5 meses o Vini vem fazendo o possível e o impossível para me deixar feliz, mesmo torcendo para o Internacional ele me acompanha nos jogos do Grêmio na Arena, assiste a partida até o final ao meu lado (neutro), só porque sabe que é importante eu estar ali; quando não consigo assistir ou escutar o jogo, manda mensagem do gol e de como foi construída a jogada; e como se isso não fosse suficiente, ele aceita o meu fanatismo e paixão pelo Tricolor como ninguém.

Quem diria que um dia eu me renderia e daria chance para um rival, e sabe de uma coisa, não me arrependo nenhum pouco.

Somos o tipo de casal que está junto faz pouco, mas já tem planos de viver e construir uma vida juntos. E sobre casamento, sim, queremos! Vai ser estilo GreNal, com direito a noiva de azul, noivo de branco e vermelho, banda das torcidas e muito amor envolvido, porque aqui, rivalidade é só dentro de campo.

 

(Foto: arquivo pessoal)

 

Com todo o meu amor para ele, Vinicios Santos.

Por Bethania Formighieri