SABADOU COM GOLEADA DAS GURIAS

 

(Foto: Mariana Capra)

Neste sábado (05), as Gurias Coloradas enfrentaram o Vitória, no Barradão, pela sétima rodada do Brasileirão Feminino A-1. Mantendo a invencibilidade na competição, as Coloradas venceram por 3x0 e estão momentaneamente no G4.

O técnico Maurício Salgado mandou a campo uma equipe com mudanças em relação a última partida, estratégia interessante para rodar o grupo e descansar algumas atletas. A escalação foi formada por: Mayara; Naná (Bruninha), Isa Haas, Gabi Luizelli e Ari; Malu (Thessa), Mariana Pires (Luana Spindler) e Julia; Layssa (Shashá), Byanca Brasil (Fabi Simões) e Jheniffer.

As Gurias Coloradas foram melhores desde o início do jogo. Mesmo com o Vitória investindo na marcação, as gaúchas incomodaram a defesa adversária, principalmente pelo lado da Naná. Com mais posse de bola e criação no meio de campo, as gurias empilharam chances de abrir o placar. A melhor oportunidade foi aos 20’ com Layssa que mandou a bola na trave. 

Não demorou muito para a superioridade se transformar em gol. Aos 37’, Mariana Pires cobrou escanteio, Ari subiu mais alto e marcou de cabeça. Vitória 0x1 Internacional. 

A segunda etapa começou com a goleira Yanne operando verdadeiros milagres. Mas não deu tempo das mandantes ensaiarem alguma reação. Aos 3’, Jhenni chutou, a bola desviou na zaga e enganou a goleira rubro negra. Vitória 0x1 Internacional. 

Com a vantagem no placar, o técnico colorado mexeu na equipe. Com as alterações o Inter manteve a intensidade na partida e ampliou o placar aos 25’. Bruninha, estreando no profissional, marcou um golaço e decretou a goleada colorada. Com o elástico 3x0, as gurias administraram a partida até o apito final.

Com o resultado, as Gurias chegam aos 15 pontos e assumem momentaneamente a quarta colocação. Elas seguem invictas na competição com quatro vitórias e um empate. O próximo jogo é quinta-feira (10), contra o Corinthians, às 19h30, no SESC Campestre, em Porto Alegre.

 

Por: Ingrid Fochezatto 

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.