SANTA CRUZ VACILA, DEIXA A VITÓRIA ESCAPAR E SAI DO G4

Santa Cruz enfrentou o Atlético-AC hoje (24), pela 11ª rodada da série C, abriu o placar mas se deixou vencer pelo líder da competição

 

Em dívida com a torcida e buscando se manter na zona de classificação, o tricolor pernambucano foi ao Acre em busca dos 3 pontos, iniciou bem a partida, abriu o placar, mas o setor defensivo coral e o apito amigo nos impediram de vencer fora de casa.

 

https://www.futebolinterior.com.br/cms/conteudo/img/0002050322805_img.jpg

(Foto: Manoel Façanha)

 

De um lado, o Santa Cruz que não havia perdido nenhuma partida fora, do outro, o Atlético Acreano com 100% de aproveitamento em casa. A partida já dava ares de dureza antes mesmo do apito soar. E por falar em apito, o árbitro Salim Fende Chavez certamente vestia uma camisa alviceleste embaixo do uniforme. Quanta parcialidade!

A partida começou equilibrada, mas logo os donos da casa passaram a pressionar mais a frágil zaga coral, porém não arranjaram nada por lá tão cedo.

Quem abriu o placar foi o Mais Querido. Aos 17 min de bola rolando, Jaílson recebeu uma bola cruzada na área e cabeceou para o gol, Ruan até tentou evitar, mas a bola cruzou forte a linha. GOL DO SANTA! Foi o primeiro gol – de muitos, queira Deus! – que o meia Jaílson fez com a camisa do maior do estado.

 

https://www.futebolinterior.com.br/cms/conteudo/img/0002050322794_img.jpg

(Foto: Manoel Façanha)

 

Mas o Galo Carijó nem deu tempo para a comemoração tricolor e tratou de empatar somente 4 min após o gol do Santa Cruz. Rafael recebe uma bola lançada entre os dois zagueiros do Santa e graças à inabilidade gritante e irresponsável do goleiro do Santa, conseguiu deixar tudo igual no estádio Florestão.

Mesmo com o gol de empate, a postura do time Coral se manteve firme, avançada. E Pipico, em posição de impedimento, recebeu boa bola e marcou, mas não valeu.

O goleiro Ruan ainda foi muito requisitado no final da primeira etapa em dois lances fez 3 incríveis defesas. O Santa estava gostando do jogo e testou bastante o gol.

Na etapa complementar o Terror do Nordeste voltou ainda mais arisco, chutando a gol e pressionando a zaga alviceleste, o goleiro Ruan precisou se manter atento e fez boas defesas, mantendo o empate.

Mas, como todos sabem, quem não faz, leva. Numa cobrança de escanteio em favor do tricolor, sofremos um contra-ataque fatal de Eduardo, que chutou novamente pertinho de Tiago Machowski, na diagonal, e o nosso goleiro deixou a bola entrar e o empate precioso fora de casa escapar.

Dentre tantos adjetivos que eu poderia dar a esse ilustríssimo arqueiro, serei culta – como nunca sou na bancada – e o denominarei apenas como “chupa sangue”. Saia do meu Santa Cruz!

O Santa ainda fez um calor no ataque, mas a partida encerrou com a derrota de virada.

Com o péssimo resultado, caímos para a 5ª posição, mantendo os 14 pontos. Infelizmente ainda desceremos, pelo menos, mais um degrau na tabela até o final desta rodada.

O próximo compromisso do Santa Cruz é no próximo domingo (01), às 19h, contra o ABC, no Frasqueirão. Perdemos essa, mas o acesso ainda é totalmente possível. Avante!

 

EU AINDA ACREDITO NO SANTA CRUZ!

 

Três cores, dois nomes, uma paixão: Santa Cruz.

Por Mara Lima