SANTOS PERDE NA ESTREIA E A SINA CONTINUA

 

unnamed.jpg

Foto: Celso Pupo/Agência Estado

 

O Campeonato Brasileiro começou e de um jeito que a torcida alvinegra praiana já está acostumada - desde 2004 o Santos não vence na estreia do Brasileirão.

 

Apesar da derrota diante do Fluminense por 3x2, no Maracanã, o time do técnico Dorival Jr. jogou melhor, foi o que mais finalizou, teve mais posse de bola e menos passes errados.

 

O Santos deixou o Rio de Janeiro com o sentimento de injustiça: um pênalti inexistente foi marcado pelo árbitro Wagner Reway para o time da casa.

 

Mesmo no meio da maratona que começou em Belém e terminará em La Paz na Bolívia, na próxima quarta-feira (17), o técnico Dorival Júnior juntamente com os médicos do clube, resolveram não poupar os titulares. O único jogador poupado foi o zagueiro Cléber, Yuri foi improvisado na zaga, que aos três minutos deixou Rodrigo Dourado se adiantar e marcar para o Fluminense.

 

O Santos precisou de dez minutos para se organizar dentro de campo, o que fez com que a equipe paulista não fosse mais agredida. Por outro lado, o time da Vila tinha dificuldades de atravessar a barreira criada pela equipe da casa.

 

Foi quando Victor Ferraz conseguiu se infiltrar e mandou a bola de cabeça para o fundo do gol, após um cruzamento de Bruno Henrique, aos 38 minutos.

 

Aos 46 minutos, Jean Mota e Rodrigo Dourado se encontraram na área e o árbitro marcou um pênalti inexistente, o próprio Dourado bateu e ampliou para os cariocas.

 

Mesmo a equipe paulista tendo números melhores, não foram suficientes para transformá-los em gols. Aos 12 minutos do segundo tempo, o Santos viu o adversário ampliar o placar, Wendel fez uma boa jogada, deixando a bola livre para Sornoza de frente para o gol, que bateu no canto esquerdo de Vanderlei.

 

O Santos tentou reagir, aos 16 minutos Ricardo Oliveira e Bruno Henrique acertaram o travessão, no mesmo lance. Vítor Bueno foi substituído por Vladimir Hernández, que teve uma chance clara de gol aos 39 minutos.

 

Com um boa vantagem, o Fluminense deixou o Santos ficar com a bola. Lucas Lima que vem tendo uma boa sequência de jogos, fez um lançamento na medida para Bruno Henrique que bateu para o gol, Diego Cavalieri espalmou e a bola sobrou para Vladimir Hernández, que mandou para o fundo da rede.

 

Essa derrota acabou com uma sequência de cinco vitórias. O Santos volta a campo na próxima quarta-feira (17), com praticamente o mesmo time, as únicas alterações serão Cleber no lugar de Yuri e Leandro Donizette no lugar de Thiago Maia - que está suspenso. Uma vitória em La Paz em cima do The Strongest, já classifica o Peixe para as oitavas de final da Libertadores, com uma rodada de antecedência.

 

Carla Leticia