Santos salva, Atlético empata e se mantém no G6.

 

Longe de casa o Furacão foi a campo pela 35º rodada, contra o Fluminense e conseguiu um ponto importante para continuar na briga por uma vaga no G6.

 

https://www.tribunapr.com.br/wp-content/uploads/sites/1/2016/11/jogo-site-825x550.jpg?03526e

Hernani tenta e Pierre marca. Foi um jogo agitado no Rio de Janeiro.

Foto: Reginaldo Pimenta/Estadão Conteúdo

 

Após nove derrotas consecutivas fora de casa no Brasileirão, o Atlético conseguiu na tarde desta terça-feira (15) um empate com gosto de vitória, já que o Tricolor Carioca também está brigando por uma vaga no G6.

No primeiro tempo de partida o Rubro-Negro estava melhor, com a marcação adiantada, dificultando a saída de bola da Equipe Carioca e teve as melhores chances de marcar. Porém, foi o Fluminense que abriu o placar.

Aos 28’ minutos do primeiro tempo o Tricolor das Laranjeiras aproveitou a falha na defensiva do Furacão. Gustavo Scarpa cruzou na medida e Cícero de cabeça, mandou pro gol de Santos. 1x0.

No segundo tempo de tanto insistir aos 15’ minutos a Equipe de Autuori conseguiu o empate. Lucas Fernandes ganhou de William Matheus e foi derrubado dentro da área. Hernani com tranquilidade e perfeição empatou. 1x1.

Com boas chances para os dois times o jogo pegou fogo no final. Aos 46, Paulo André falhou e cometeu penalidade em Richarlison. Gustavo Scarpa cobrou no meio do gol, Santos defendeu com o pé e garantiu o empate no Maracanã.

Santos defendeu com o pé o pênalti cobrado por Gustavo Scarpa nos minutos finais. | MARCELLO DIAS/ESTADÃO CONTEÚDO Santos defendeu com o pé o pênalti cobrado por Gustavo Scarpa nos minutos finais. 

MARCELLO DIAS/ESTADÃO CONTEÚDO.

O goleiro Santos, principal responsável por segurar o empate do Atlético em 1 a 1 com o Fluminense, nesta tarde de terça-feira (15), saiu de campo muito elogiado pelos companheiros de time. O arqueiro defendeu a cobrança de pênalti de Gustavo Scarpa nos acréscimos do segundo tempo e garantiu o ponto fora de casa que mantém provisoriamente o Furacão no G-6, grupo que se classifica para a Libertadores de 2017.

 

“Foi um dos jogos mais importantes da minha carreira. Eu fico feliz de ter defendido o pênalti em um momento importantíssimo do jogo. Foi um resultado muito bom para a nossa sequência no campeonato e esse empate vai ser importante no final”, definiu o reserva de Weverton, que está servindo à seleção principal nas Eliminatórias para a Copa do Mundo da Rússia-2018. (Gazeta do Povo).

 

Com esse resultado o Atlético continua na 6.ª posição, com 52 pontos. Contudo, o Rubro-Negro aguarda o jogo entre Corinthians e Figueirense para se manter firme no G6.

Ficha técnica

SÉRIE A


2º Turno – 35ª Rodada

Atlético 1×1 Fluminense

Atlético
Santos; Léo (Rafael Galhardo), Paulo André, Thiago Heleno e Nicolas; Otávio, Hernani, Lucho González (Nikão), Lucas Fernandes (Marcos Guilherme) e Pablo; André Lima;
Técnico: Paulo Autuori

Fluminense
Júlio César; Wellington Silva, Henrique, Gum e William Matheus; Pierre, Edson (Osvaldo), Marquinho (Richarlison), Cícero (Douglas) e Gustavo Scarpa; Wellington.
Técnico: Marcão

Local: Maracanã (Rio de Janeiro-RJ)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Hernan Brumel Vani (SP)
Gols: Cícero 28 do 1º e Hernani 15 do 2º
Cartões amarelos: Paulo André, Nicolas, Otávio (CAP); Wellington, Pierre (FLU)
Público pagante: 39.877
Público total: 43.691
Renda: R$ 665.629,00

Vanusa Caetano, Por Deus, Pela Família, Pelo Atlético.