São Paulo vai a Caxias com a missão de reverter placar do Morumbi e se classificar para as quarta de final!

 

 

 

 

Nesta quinta-feira (22), às 21h30 (de Brasília), o São Paulo encara o Juventude em Caxias do Sul para decidir o seu futuro na Copa do Brasil. O Tricolor precisa de algo que ainda não aconteceu este ano, vencer fora de casa por um placar de dois gols de diferença ou por um gol, desde que marque três ou mais vezes (exemplo: 3 a 2, 4 a 3 e etc), caso o jogo termine 2x1 para o visitante assim como no jogo no Morumbi, os times disputarão a vaga nos pênaltis.

 

O TRICOLOR

A situação são paulina em mata-mata  como visitante não é nada agradável em 2016, são 5 jogos, nenhuma vitória, 1 empate e 4 derrotas e o fato do adversário ser o Juventude time da série C do campeonato nacional também não é motivo de tranquilidade para o torcedor, a situação é  mesmo dramática.

Independente disso, segundo o camisa 13, Cueva, o time está fechado, tratando o jogo como prioridade e focado para conseguir a vitória. O peruano também declarou “É uma oportunidade bonita para dar a volta por cima”

 

Chávez e Cueva são a esperança de gols tricolor. Foto: site saoapulofc.net

 

No último treino na manhã de quarta-feira (21) Kelvin sentiu um leve desconforto no joelho e preocupa o treinador tricolor, porém o camisa 30 foi avaliado e viajou com a grupo. Michel Bastos também sentiu dores no joelho esquerdo e está fora do confronto.

A lista de desfalques da equipe é grande além do camisa 7, conta com Breno e Ytalo (cirurgias no joelho), Lucas Fernandes (cirurgias no joelho e no ombro), Renan Ribeiro e Wellington (aprimoram a forma física), Robson (já atuou pelo Paraná Clube na competição) e Maicon (lesão muscular), a vaga do último é disputada entre Lyanco e Lugano, tudo indica que é o camisa 5 quem entrará em campo com os titulares desta vez. Caso isso aconteça o zagueiro chegará a marca de 200 jogos pelo São Paulo.

Ricardo Gomes optou por não divulgar os 11 titulares, e os relacionados são:

Goleiros: Denis e Léo

Laterais: Bruno, Buffarini, Mena e Carlinhos

Zagueiros: Rodrigo Caio, Lugano, Lyanco e Douglas

Volantes: Thiago Mendes, Hudson e João Schmidt

Meias: Cueva, Wesley e Daniel

Atacantes: Chávez, Kelvin, Gilberto, David Neres e Luiz Araújo

 

Os Alviverdes

 

     Apesar da vantagem de ter vencido o primeiro jogo e jogar no Alfredo Jaconi possivelmente cheio, o Juventude não quer nem saber dessa história de “já estamos classificados”. O time comandado por Antônio Carlos Zago, reconhece a força e a grandeza do São Paulo, mas não pretende ficar só se defendendo:

“Acredito que eles vão vir fortes, principalmente nos primeiros minutos. Teremos que estar bem alertas. Claro, não ficar só se defendendo, porque essa é uma estratégia que a gente não pode adotar”, disse o zagueiro Klaus.

 

Jovem Klaus acredita na estratégia da equipe. Foto: Porthus Junior Agencia RBS

 

Mesmo com o foco na ascensão do Brasileirão, Zago não deve poupar jogadores para a partida e o time deve ir a campo com: Elias; Neguete, Klaus, Ruan Renato, Pará; Wanderson, Lucas, Felipe Lima, Wallacer; Roberson e Hugo.

 

Arbitragem

        O trio de arbitragem é mineiro e conta com Ricardo Marques Ribeiro e os assistentes Pablo Almeida da Costa e Sidmar dos Santos Meurer .

 

Se o São Paulo não ganhar, ole, ole, olá…

 

A derrota no jogo de ida por 1x2 foi a gota d’agua, e resultou no protesto do dia 27 de agosto no CT da Barra Funda, de lá para cá poucos mudanças aconteceram no clube, a mais significante delas foi a saída de Gustavo Vieira (o nome mais criticado pelos torcedores que protestavam), para o lugar dele veio Marco Aurélio Cunha para o cargo de diretor executivo de futebol.

    Uma eliminação nesta quinta-feira poderá acender mais uma vez a ira dos torcedores, que já não conseguem admitir derrotas tão vexatórias, que estão sujando cada vez mais a história do São Paulo Futebol Clube.

     Já uma vitória, devolveria um pouco da tranquilidade no clube, que ainda vive momentos de turbulência, como torcedor o lema é o mesmo que vem sendo usado há tempos EU ACREDITO!

 

   



por Jéssica Nogueira Gonçalves.