São Paulo vai até a Arena Corinthians para tentar esquecer o fantasma do Majestoso 6x1.

Na tarde desse domingo (14), o São Paulo vai até a Arena Corinthians para disputar o primeiro clássico Majestoso de 2016, às 17h (horário de Brasília), pelo Campeonato Paulista. No campeonato o Tricolor fez dois jogos, um empate e uma vitória, e com 4 pontos, ocupa o terceiro lugar no Grupo C.

O último confronto entre as duas equipes não traz boas recordações ao Tricolor do Morumbi, e principalmente aos torcedores, que viram o São Paulo ser goleado por 6 a 1, pelo time reserva do Corinthians, e com o único gol tricolor anotado por Carlinhos, no dia 22 de novembro de 2015 (que belo presente pra mim, um dia antes do meu aniversário, né?!).

Imagem: www.catolenews.com.br

A equipe do Morumbi passava por um momento conturbado, e a goleada sofrida para um de seus principais rivais foi a gota d’água. Uma derrota difícil de engolir, e que reflete até hoje em qualquer rodinha de amigos, ou rede social. Afinal, a internet quebra as barreiras da distância, e também da zoeira.

Mas, quase 3 meses após o último Majestoso de 2015, o São Paulo tem um novo técnico, Edgardo Bauza, que vem fazendo mudanças significativas no time, e também novos reforços, que começaram a chegar ainda na pré-temporada.

O treinador não vê o confronto como uma revanche, mas como um teste, inclusive para avaliar seus comandados.

- A única pressão que temos é a responsabilidade de defender a camisa do São Paulo e vencer, apesar das dificuldades do rival. Será um clássico e vamos tentar ganhar. O ano acabou de começar, e por isso será um bom teste. Vamos enfrentar ao último campeão brasileiro. É um bom time. E veremos como estamos. - avaliou o argentino.

Na quinta-feira (11), após se classificar na noite anterior para a fase de grupos da Copa Libertadores e entrar no Grupo 1, composto por River Plate (ARG), The Strongest (BOL) e Trujillanos (VEN), o São Paulo se reapresentou no início da tarde para começar a preparação para o clássico, num treino em que os jogadores foram divididos em dois grupos.

Foram feitos exercícios regenerativos pelos titulares que estiveram em campo na vitória contra os peruanos, com fortalecimento muscular e treino aeróbico, seguidos de exercícios na piscina. Já o outro grupo se exercitou com passes e cruzamentos, em atividade técnica acompanhada por Bauza, com os jogadores treinando também rebatidas e cabeceios.

Imagem: Érico Leonan / saopaulofc.net 

Na sexta (12), o treinador tricolor manteve os jogadores firmes no treino, e na manhã desse sábado (13), Bauza finalizou os ajustes para a partida de amanhã, com treino técnico, movimentação tática e bolas paradas, em atividades que contaram também com a presença de jogadores que não vêm jogando com frequência. No final do treino, o famoso rachão deu lugar aos chutes e média e longa distâncias.

Sem a presença de Daniel (contratura no músculo posterior da coxa direita), Diego Lugano (aprimora a forma física), Breno (tendinite no joelho direito) e João Paulo (fratura por stress), que não têm condições de jogo, vinte e dois jogadores foram convocados para a concentração antes do confronto da tarde desse domingo. Entre esses Kelvin, que poderá fazer sua estreia contra a equipe de Itaquera, e Alan Kardec, que ainda se recupera de amigdalite.

Imagem: Érico Leonan / saopaulofc.net

Apesar do mistério feito pelo técnico argentino, em relação ao time que entrará em campo, uma das possíveis escalações poderá ser composta por Denis; Mateus Caramelo, Rodrigo Caio, Lucão e Carlinhos; Hudson, Thiago Mendes e Wesley; Wilder, Kieza e Rogério, autor do único gol na vitória tricolor, em partida decisiva contra o Universidad César Vallejo, na quarta-feira (10), pela pré-Libertadores.

A polêmica maior em relação ao clássico ficou por conta da Federação Paulista de Futebol (FPF), que anunciou em sua conta oficial numa rede social, o resultado do sorteio da arbitragem para as partidas dessa rodada. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira, conhecido por muitos por seu histórico nada favorável quando se trata de determinados times, em diferentes competições, será o responsável por apitar a partida, acompanhado dos assistentes Rogerio Pablos Zanardo e Alex Ang Ribeiro, todos auxiliados pelo quarto árbitro, Salim Fende Chavez.

Contra o Corinthians, nesse domingo, o que o torcedor tricolor espera é uma vitória, ou ao menos um empate, pois será o primeiro Majestoso do ano, o primeiro duelo contra o Alvinegro de Itaquera.

Sabe-se que não será um jogo fácil, pois clássicos são sempre complicados. Mas sabe-se também que o São Paulo, hoje, está bem diferente daquele que levou seis gols do time reserva do atual campeão brasileiro, que hoje também está tentando se adaptar, após o desmanche sofrido na última janela de transferência.

Qual é o são-paulino que, ansioso e confiante, não torce pela vitória?! Todos querem ver o São Paulo sair de campo vitorioso, com os 3 pontos, principalmente em cima do rival. Até porque a última (má) lembrança ainda atormenta os sonhos de todos, os tornando pesadelos. Porém, mais que a vitória, o são-paulino quer ver o time organizado, com o sistema defensivo compactado, bem postado, com o meio de campo criativo, levando o ataque a avançar e finalizar, e agarrando as chances de gol. O torcedor tricolor que ver raça, força de vontade e coragem, que naquele 22 de novembro de 2015, no “eterno 6x1” deles, foi o que mais faltou.

 

Renata Chagas