SAUDADE DO QUE A GENTE NÃO VIVEU AINDA DEPOIS DA COPA AMÉRICA: UMA VITÓRIA NO BRASILEIRÃO.

 

Neste domingo (04) o Palmeiras foi até Itaquera para a disputa de mais um Derby, e apesar de ter ido bem, o time alviverde saiu atrás no placar e conseguiu somente o empate. Mesmo estando na casa do rival, o Verdão não se intimidou e iniciou a partida indo para cima  dos donos da casa, mantendo a posse de bola e jogando com velocidade. No entanto, futebol é uma caixinha de surpresas. O Palmeiras foi quem começou pressionando, mas viu o adversário abrir o placar primeiro, em uma jogada de bola parada e um cochilo da defesa. 

 

Clássico é clássico, não existe favorito, não existe já ganhou. Tem que jogar com raça e com vontade para construir um bom resultado.  Um empate neste momento não foi o melhor resultado, porém o time não desistiu de buscar a vitória, que só não veio graças às boas defesas de Cássio, que impediram a virada alviverde.

 

Em noite de boas atuações dos goleiros, Palmeiras consegue 

apenas um empate em Itaquera. 

Foto: Marcos Ribolli

 

O JOGO

 

O Palmeiras iniciou a partida jogando bem, impondo o seu ritmo e cadenciando as jogadas. A equipe de Felipão estava à vontade no campo adversário, tanto que aos 5 veio a primeira oportunidade: Deyverson cruzou rasteiro, exigindo do goleiro uma boa defesa. Na sequência o lance foi parado para marcação de impedimento, sendo bem provável que se a bola tivesse entrado o gol teria sido anulado. Em seguida, foi a vez de Marcos Rocha dar um belo passe para Willian bater cruzado, mas Cássio conseguiu espalmar, e a defesa afastou o perigo, mandando a bola pela linha de fundo.

 

Mas o futebol nem sempre é justo, e às vezes premia quem não está merecendo muito no momento. Com a pressão alviverde, o rival não conseguia levar perigo à nossa defesa, até que na primeira subida ao ataque, os donos da casa conseguiram uma falta, que Sornoza cobrou, Manoel recebeu de cabeça e mandou para dentro do gol. Nem Gustavo Gómez e nem Diogo Barbosa que estavam dentro da área subiram para impedir o zagueiro adversário de fazer sua jogada. E infelizmente, o equipe alviverde sentiu o gol.

 

E o óbvio aconteceu, na frente no placar, o rival se fechou na retranca, esperando para investir nos contra-ataques. Aos 20 minutos, fizeram uma tentativa com um chute de fora da área. A bola foi desviada e por pouco não encobriu Weverton, que se esticou para fazer a defesa. Com mais uma cobrança de falta perigosa, vimos o adversário chegar novamente aos 26 minutos. Felipe Melo desviou, mas mandou em direção a nossa meta, e Weverton teve que fazer outra boa defesa, em cima da linha. 

 

O gol sofrido fez com que o Palmeiras perdesse sua concentração, e o time alviverde não conseguia manter a posse de bola e nem acertar passes para construir uma jogada que pudesse levar ao empate. Somente aos 38' é que conseguimos avançar ao ataque com Deyverson, que acabou parando em uma defesa do arqueiro adversário. 

 

Porém, outra vez o lance foi interrompido para a  marcação de impedimento. Ainda vimos Weverton trabalhar mais uma vez nos minutos finais, quando Sornoza cobrou uma falta buscando seu canto direito, mas o camisa 21 defendeu com firmeza, segurando o placar de 1 a 0.

 

Com boas defesas, Weverton impediu que o Verdão fosse para o intervalo

perdendo por um placar maior. 

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação 

 

Felipão mexeu e o Palmeiras  voltou para a segunda etapa já com alterações. Nosso Bigode Máster trocou Raphael Veiga por Gustavo Scarpa, e a mudança se mostrou eficiente desde os primeiros minutos. Logo aos 3' o Verdão conseguiu chegar ao empate com um gol de Felipe Melo. Após a bola ser levantada na área, nosso pitbull subiu mais alto e cabeceou com força para dentro gol, sem nenhuma chance de defesa. O volante inclusive foi quem esteve melhor em campo, buscando jogadas, trabalhando bem na marcação, além de buscar boas oportunidades de chegar ao ataque. Após sofrer o empate, o rival se viu obrigado a desfazer a retranca e sair para o jogo.

 

Com 8 minutos, os donos da casa tentaram ficar novamente na frente no marcador, com uma batida de Pedrinho, que saiu por cima da meta de Weverton. Em sua segunda substituição, Scolari trocou Willian por Zé Rafael, o que deu uma nova dinâmica ao time. 

 

Aos 19' tivemos mais uma tentativa adversária, com Clayson, que deu um carrinho na bola em direção ao gol, mas nosso arqueiro estava atento na jogada e ficou com a bola. Levamos outro susto aos 22 minutos, quando Gil bateu com força e tirou tinta do travessão. Porém, o bandeirinha marcou impedimento no lance.

 

Apesar dos sustos, o Verdão estava mais equilibrado, conseguindo elaborar jogadas, tanto que a resposta aos ataques adversários veio aos 28 minutos. Gustavo Scarpa e Dudu fizeram uma jogada ensaiada na cobrança de escanteio, Gustavo Gómez subiu e cabeceou, obrigando Cássio a fazer mais uma boa defesa. 

 

O goleiro espalmou a bola, Luan aproveitou o rebote e bateu em direção ao gol, mas parou em nova defesa do goleiro rival. E novamente foi marcado impedimento no lance. Aos 31' foi a vez de Zé Rafael criar boa chance. O meia avançou e ficou cara a cara com Cássio, e mandou uma bomba na trave, porém esse foi mais um lance paralisado após o assistente levantar a bandeira indicando impedimento.

 

Nesta altura da partida, as duas equipes jogavam com cautela, estudando as jogadas e fazendo o máximo para não errar. Levar um gol com mais de 30 minutos da segunda etapa era muito perigoso, porém os dois times buscavam criar a oportunidade de ampliar o marcador. Aos 39 minutos, Danilo Avelar soltou uma bomba em direção à  meta palmeirense, e Weverton fez grande defesa para nosso alívio.

 

O Verdão conseguiu avançar e levar perigo já nos acréscimos, quando Deyverson cabeceou bonito, e o destino da bola parecia mesmo ser o fundo das redes do rival, mas novamente Cássio salvou a equipe da casa, fazendo um defesa com a ponta dos dedos. O Palmeiras ainda teve um escanteio para bater, mas não conseguiu converter a jogada em gol.

 

Com o empate, o Palmeiras chega a 4 jogos sem vitória no Brasileirão. 

 

Além de marcar o gol de empate, Felipe Melo foi o melhor em campo.

Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação 

 

Sem conseguir vencer, Palmeiras vê o Santos se distanciar na liderança. Felipão precisa realizar algumas mudanças na equipe se quiser reassumir a ponta da tabela.

 

Com a semana tranquila, o Verdão volta a campo somente no próximo domingo (11), para enfrentar o Bahia, no Allianz Parque, às 16h. 

 

#AvantiPalestra #Brasileirão2019 #VamosVerdão 

 

Por Vânia Souza