Se a primeira impressão é a que fica, o Palmeiras começou bem!

 

Mesmo com alguns ajustes que precisam ser feitos, conseguiu convencer, vencendo o seu jogo de estreia no Paulistão!

 

Em meio a torcedores que não pararam de cantar um só minuto, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, Palmeiras e Botafogo se enfrentaram no primeiro jogo do campeonato paulista.

O Verdao foi escalado com a mesma base do time titular do ano passado, mas com duas modificações importantes. Alecssandro foi titular, no lugar de Barrios, vetado em virtude de uma contusão na lombar e o zagueiro Thiago Santos, que jogou ao lado de Leandro Almeida, no lugar de Edu Dracena, afastado também por contusão.

O time da casa, começou propondo um jogo fechado, com muita marcação, o que dificultou as possibilidades de criação. Mas quando as poucas chances de finalização apareceram, os dois times chegaram na área, exigindo dos goleiros, muita atenção.

Embora o desempenho tenha sido razoável, o jogo não saiu do zero a zero na etapa inicial.

No segundo tempo, o Palmeiras começou cometendo alguns erros de passe e de marcação na saída de bola do adversário, que teve liberdade para chegar à área de forma perigosa, comportamento que deixou o goleiro Fernando Prass muito irritado e mais uma vez, protagonizou defesas incríveis.

Muito cobrado pela exigente torcida Alviverde, Alecsandro, que vem buscando espaço no competitivo elenco, pediu aos companheiros, no intervalo, que a bola chegasse nele. E chegou! Aos 15 minutos, Lucas faz um cruzamento na medida e ele  balança às redes com um belo gol de cabeça. Um gol profético!

 

"A torcida do Palmeiras ainda vai me aplaudir bastante..." desabafou o atacante.

 

foto: lance!

As alterações feitas pelo professor Marcelo Oliveira, aconteceram aos 23 minutos, quando Egidio substituiu Zé Roberto e aos 28, após Gabriel Jesus, que sentia muitas cãibras, pedir para sair. Foi substituído pelo novato Erik. Roger Carvalho, também entrou para substituir Thiago Santos, formando a linha de três zagueiros.

O jogo ganhou mais velocidade e dinamismo, que se expressou no desempenho do Verdão.O Botafogo ainda impôs certa pressão, na tentativa de empatar e chegou a ameaçar o gol palmeirense, mas esbarrou nas mãos de São Prass.

Numa falha do jogador adversário,  Robinho domina a bola e enxerga Dudu livre, chuta da intermediária, deixando o atacante cara a cara com o goleiro. Um passe perfeito. Um craque oportunista. Não deu para Neneta. O Palmeiras balança a rede mais uma vez, aos 42 minutos, para matar o jogo.

A vitória encheu o time de moral e fez, como se diz, o Palmeiras entrar com o "pé direito" na temporada! Mas se é pra escolher um ditado popular, a torcida palmeirense quer que a primeira impressão realmente fique, que permaneça até o final do campeonato, e que de preferência se transforme em título.

Avanti Palestra!


Alê Moitas