SEGUIMOS AUMENTANDO A PATERNIDADE NO CLÁSSICO...

Vasco vence o Botafogo por 2 a 1 e fica cada vez mais longe da zona de rebaixamento.

 

(Foto: André Durão/Globoesporte.com)

 

Independente de situações ao longo dos anos, das posições na tabela do Campeonato ou da freguesia de alguns, a atmosfera de um clássico é sempre diferente. Na noite desta quarta-feira (16), em um horário não muito legal e com o jogo sendo transmitido na tv aberta, o Vasco recebeu mais uma vez o apoio da torcida que há muito tempo resolveu comprar a briga do time e jogar junto. Mesmo com toda dificuldade, foi em bom número ao estádio e saiu de lá muito satisfeita com o que viu em campo. 

Sem poder contar com o mágico do time, o técnico Vanderlei Luxemburgo surpreendeu na escalação com duas novidades; Felipe Ferreira, que pela primeira vez começou como titular, e o menino Bruno Gomes, enquanto o ataque foi formado por Ribamar, Rossi e Marrony.

O jogo diante do Botafogo tinha tudo para ser um verdadeiro drama devido a situação das duas equipes na tabela. Era o verdadeiro jogo de seis pontos sabe?! E para o Vasco, era literalmente, já que na última partida havia conquistado três diante de outro adversário direto, o Fortaleza. 

Mas quando a bola rolou, o time cruzmaltino tratou logo de transformar o roteiro do jogo. Diferente dos últimos jogos, onde o sono e a chatice dominava, o primeiro tempo do clássico foi bastante movimentado e o Vasco foi para cima mesmo do Botafogo, com muita velocidade pelas pontas, principalmente com Rossi que finalmente resolveu jogar. A defesa do alvinegro não conseguiu segurar o ataque do Vasco por muito tempo e São Januário explodiu de alegria quando aos 7' minutos, mais um "Cria" balançou as redes. Bruno Gomes, aproveitou o bom passe de Rossi e chutou forte de fora da área, a bola ainda desviou no adversário antes de entrar e acabou enganando Cavalieri. 

(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

  

O time do Vasco continuou em busca de aumentar a vantagem no placar e sem dar muito espaço para o adversário, logo encontrou o seu segundo gol, e foi bonito demais. Ribamar não vem nas suas melhores fases mas está sempre perto da área tentando fazer alguma coisa. Algumas vezes dá certo, outras não, porém dessa vez deu. Aos 17, Riba carregou a bola, se livrou do marcador e chutou forte marcando um golaço. 

Após um bom começo de jogo e já com uma boa vantagem no placar, o time acabou parando um pouco e o Botafogo passou a chegar com mais perigo na nossa área, até que conseguiu diminuir o placar em uma falha de marcação da defesa do Vasco. Marcelo Benevenuto subiu sozinho, Fernando Miguel saiu mal e o zagueiro cabeceou para as redes aos 21 minutos. Depois do gol o adversário seguiu pressionando, em algumas vezes aproveitando os erros do Vasco mas o cruzmaltino, que fez um bom primeiro tempo, conseguiu se segurar e ir para o vestiário com a vantagem.

Mesmo com o placar já definido, o segundo tempo também foi bom de assistir, isso porque os dois times buscaram o jogo. Pelo lado do Vasco o placar poderia ter sido até mais elástico já que o time teve grandes chances reais de gol, mas Cavalieri resolveu não deixar passar mais nada. O goleiro adversário fez milagre na cabeçada de Marrony após boa jogada do volante Marcos Junior que entrou no lugar de Felipe Ferreira, que conseguiu fazer uma boa partida enquanto esteve em campo e no chute do atacante Rossi, salvando o time alvinegro que naquele momento estava sufocado com as investidas do Vasco.

O técnico Vanderlei Luxemburgo aproveitou o bom momento do time no jogo e promoveu a estreia do volante Guarín, atendendo ao clamor das arquibancadas. O jogador entrou no lugar de Bruno Gomes, um dos destaques da partida e no pouco tempo que ficou em campo, Guarín já conseguiu mostrar muita qualidade e que poderá ajudar bastante a equipe quando estiver no ritmo e forma física ideais.

 

(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

 

A noite poderia ter terminado ainda melhor, quando outro menino da colina empurrou a bola para a rede, em uma jogada que contou com a participação do estreante da noite que deu uma assistência diferenciada para o atacante Rossi. Sim, foi tudo muito bonito mas não valeu, Rossi estava um pouco adiantado e o gol de Gabriel Pec foi anulado.

Com tudo sob controle dentro de campo, o que chamou a atenção nos minutos finais do jogo foi a linda festa que vinha das arquibancadas com a torcida cantando a plenos pulmões e explodindo de felicidade com mais uma vitória do Vasco. No final da partida o menino Bruno Gomes que foi eleito o craque do jogo era só alegria não só pela vitória do time, mas também por ter marcado o seu primeiro gol como profissional do clube. E Bruno falou sobre essa noite inesquecível:

"Uma noite que vai ficar guardada na minha memória. Agradeço a Deus e aos companheiros pelo momento que estou vivendo. Ao Vanderlei e à diretoria que tem me dado essa confiança. Vivendo um sonho, marcar um gol e ser eleito melhor do jogo na nossa casa, com essa torcida maravilhosa." 

Com mais essa vitória, a segunda seguida, o Vasco conseguiu respirar um pouco mais na tabela do brasileirão e até ganhou uma posição graças aos bons resultados da rodada. Agora, o time está na 11° colocação com 34 pontos e vai ter pela frente duas partidas difíceis fora de casa diante de Internacional e Ceará. 

Na coletiva, o técnico Luxemburgo falou sobre o comportamento do time na partida e os próximos objetivos:

"Tivemos atuação de clássico. Erramos, acertamos. Sabíamos que era um jogo decisivo. Colocamos oito pontos na zona de rebaixamento e sete pontos para a Libertadores. Agora, temos de pensar como sempre pensei. Ainda não saímos da confusão, mas avançamos. Cabeça de quem joga no Vasco é uma cabeça de grandeza. Queremos sair da zona da confusão, não saímos ainda, mas começo a dar uma olhadinha para cima. Tenho de olhar para onde estou mais próximo. Vou olhar para cima, com respeito, trabalho."

  

Por Jessica Martins.