SEGUIMOS VIVOS NA BRIGA PELO TITULO

A semana dos Flamenguistas segue em paz, com mais três pontos na conta. O Mengão venceu mais uma, para a alegria dos Rubro-Negros. 

Contra o Palmeiras, jogando em Brasília, o Flamengo venceu por 2x0 o alviverde, com um gol contra e um gol do Garoto do Ninho, Pepê. 

O time vinha de uma vitória boa contra o Goiás e precisava de mais confiança diante de um time que também está na briga pelo título, como o Palmeiras.

No fim do primeiro tempo, uma jogada "inacreditável" colocou os comandados de Ceni na frente. Arrascaeta chutou entre as pernas de Weverton e o zagueiro Kuscevic tentou tirar a bola em cima da linha e acabou chutando em cima de Luan. A bola morreu nos fundos da rede, resultando em gol contra. 1x0 Flamengo.

No segundo tempo, Pepê, cria da base, saiu do banco, entrou em campo e marcou mais um gol, que selou a vitória do Rubro-Negro. 

 

Fonte: Alexandre Vidal

 

Agora, faltando somente oito jogos para encerrar o campeonato, o Flamengo ainda encara o Grêmio, Internacional e São Paulo (os três times que estão disputando o título com o time da Gávea). 

Apesar dos torcedores cobrarem e criticarem bastante o trabalho de Rogério Ceni, a vitória sobre o Palmeiras deixou os Flamenguistas mais empolgados quanto ao possível título. É aquele ditado né meus amigos: "Estão deixando a gente sonhar"...

Olha a Coincidência: Em 2009, o Flamengo também venceu o Palmeiras por 2 x 0 e faltavam justamente 8 rodadas para o fim do campeonato (não querendo me iludir, mas já estou iludida).

 

Pepê, autor de um dos gols da partida que tirou o time do sufoco, deu uma entrevista para o Premiere após o jogo, onde o jogador relata que a hora dele ser titular ia chegar:

 

"Trabalhei para ter essa oportunidade. Fiquei praticamente um ano e meio só treinando, mas sabia que minha hora ia chegar", disse o camisa 40 do Flamengo.

Na próxima rodada, o Mais Querido duela contra o Athletico-PR, no domingo (24), às 16h. 

 

TUA GLÓRIA É LUTAR! 

CONTRA TUDO E CONTRA TODOS. 

 

Por: Rhayanne Athyrsa.

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Portal Mulheres em Campo.