Seis gols e um novo empate: a dura sina do torcedor botafoguense

Na tarde de ontem (10), o Botafogo foi a Salvador enfrentar o Bahia pela 11º rodada do Brasileirão e empatou em 3x3. Mesmo estando três vezes à frente no placar, a equipe do Rio não conseguiu vencer, deixando a boca de seus torcedores com um gosto bem amargo. Afinal, por que o Fogão não tem vencido como visitante neste campeonato Brasileiro?

O Bahia tinha o segundo pior ataque da competição, sendo superado apenas pelo lanterna Ceará – que o Botafogo também não conseguiu vencer, em casa, no jogo que antecedeu o de ontem. O time baiano vinha de três derrotas seguidas, viu seu técnico cair e entrou em campo comandado por um interino. Tudo favorecia o Botafogo. Esse era o problema.

 

(Foto: Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

 

O alvinegro jogou melhor durante boa parte do jogo. Kieza abriu o placar, dando esperança imediata ao time visitante. Jefferson fez três importantes defesas, fechando o gol. Já nos acréscimos da primeira etapa, após lance duvidoso entre Aguirre e Lucas Fonseca na pequena área alvinegra, o juiz marcou pênalti para o Bahia e aplicou o segundo cartão amarelo no jogador do Botafogo, mostrando o vermelho em seguida. Aguirre precisou ser contido pelos companheiros que o conduziram até que saísse de campo, inconformado. Também, pudera: o Bahia empatou com Régis num pênalti mal marcado. Fim do primeiro tempo.

Aos cinco minutos da segunda etapa, Kieza fez o seu segundo. Cabeceou contra o gol de Douglas, que não teve chance. Era o Botafogo novamente na frente. Aos 27, após falha de Marcelo no recuo da bola pra Moisés, Elber se antecipou roubando a bola e deu o passe para o gol de Vinicius. Tudo igual. O terceiro gol do Botafogo veio de bola parada. Provavelmente, a maioria dos torcedores alvinegros não acreditava que a bola se encaixaria no ângulo de forma majestosa! Leo Valência guardou e comemorou à vera. Era preciso tirar a má impressão dos jogos anteriores e, com o resultado novamente favorável ao time visitante, bastava guardar o resultado. Eram 38’ e faltava pouco para comemorar. Mas um novo empate do Bahia estava no caminho. Allione, de cabeça, dez minutos depois, nos acréscimos. O Botafogo empatou mais uma. Inacreditável.

 

(Foto: Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

 

O próximo desafio é quarta-feira, às 21h, no Nilton Santos. O Botafogo recebe o Atlético-PR em sua última partida antes da pausa para o mundial. Dia de Santo Antônio. Eu hei de virar o meu de cabeça pra baixo, coisa que nunca fiz. É que o amor que ninguém cala precisa ser salvo. Eu não quero desistir de uma relação que, nos altos e baixos, já dura 34 anos…

 

FICHA TÉCNICA

 

BAHIA 3 X 3 BOTAFOGO

 

Data/hora: 10/06/2018, às 16H

Local: Fonte Nova, em Salvador (BA)

Árbitro: Leandro Bizzio Marinho (SP) Auxiliares: Daniel Luis Marques (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)

 

Cartões amarelos: Régis (BA), Élber (BA), Lucas Fonseca (BA), Nino Paraíba (BA), Aguirre (BOT), Moisés (BOT) e Leo Valencia (BOT)

Cartão vermelho: Aguirre (BOTAFOGO)

Gols: No primeiro tempo, Kieza (BOT) aos 11’ e Régis (BA), aos 49’. No segundo tempo, Kieza, aos 5’, Vinícius (BA), aos 27, Leo Valencia (BOT), aos 38’ e Allione (BA), aos 48.

 

Por Lívia Torres