Sem tempo para descanso o tricolor vai a campo contra o Mogi Mirim.

O clima no Tricolor Paulista é de muito trabalho, desde a manhã de domingo, o elenco praticamente não teve folga. Jogadores e comissão técnica já deixaram para trás a derrota (1x0) para Ponte Preta no sábado (27), e o elenco voltou ao Centro de Treinamento na Barra Funda, na manhã seguinte para se preparar para enfrentar o Mogi Mirim nesta terça-feira (01), em jogo válido pela terceira rodada do Paulistão, o jogo foi adiado para a participação do time na Libertadores da América. 

Patón ainda não encontrou uma formação ideal para o time, o que junto com os desgastes físicos devido a sequência de partidas tem feito com que o treinador mude o time praticamente todos os jogos, (somente em duas partidas na temporada o São Paulo entrou em campo com a mesma formação), e desta vez não será diferente. 

Michel Bastos deixou o jogo de sábado com dores na coxa direita, em exames realizados no CT foi constatado um estiramento o que pode deixar o camisa 7 longe dos gramados por cerca de um mês, inicialmente para o lugar o dele Bauza optou por Carlinhos. 

Lugano ainda não ganhará sequência de jogo, será poupado pela comissão técnica que ainda tem muita cautela com o condicionamento física do zagueiro.

Paulo Henrique Ganso e Wesley voltam ao banco de reservas, Rogerio e Centurion ganham as vagas respectivamente. 
A escalação Tricolor então fica: Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson e Thiago Mendes; Centurión, Rogério e Carlinhos; Calleri

(Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

Rodrigo Caio que está de volta à equipe após ter sido poupado pela primeira vez na temporada7, foi escolhido para conceder entrevista na manhã desta segunda-feira (29/02) após o treino, o jovem disse acreditar que os seis pontos que estão em jogo nesta semana (terça-feira (01) contra o Mogi Mirim e Sábado (05) contra o São Bernardo) são fundamentais para que o time viaje com tranquilidade a Buenos Aires onde vai enfrentar o River Plate pela fase de grupos na libertadores da América. 

O atleta também comentou o jejum de gols dos atacantes São Paulinos: “Os times jogam fechados contra nós, então precisamos criar muitas opções de gol para marcarmos. Infelizmente, não conseguimos marcar contra a Ponte Preta, acredito que também esteja faltando um pouco de sorte. Mas vamos trabalhar mais para podermos crescer e para os atacantes terem mais chances de gol”

O Soberano ocupa a 2º colocação do grupo C, com 10 pontos conquistados até agora.

O Mogi Mirim volta a campo após sofrer uma goleada do Santos na ultima quinta-feira (25) pela sexta rodada do Campeonato Paulista, o Sapo não vem bem neste inicio de temporada, ocupa a lanterna do grupo D e na classificação geral é o 15ª colocado, já na zona de rebaixamento. 

O técnico Toninho Cecilio que sofreu uma baixa na equipe, o lateral esquerdo Bruno Teles, recebeu o terceiro cartão amarelo está suspenso.

 O zagueiro Bruno Costa, que já atuou na posição deve ser escalado. Com isso, o time fica da seguinte forma: Daniel; Wendel, Renato Santos, Paulão (Saimon) e Bruno Costa; Gabriel Dias, Bruninho, Keké e Lulinha; Roni e Léo Arthur.

(Foto: Marcelo Gotti/Mogi Mirim)

O treinador declarou que espera muita dificuldade diante do São Paulo, “O São Paulo jogou muito bem contra a Ponte. Não merecia ter perdido. Vai exigir muita disciplina tática da nossa equipe”

Mas também deixou claro que confia muito na sua equipe e no trabalho que vem fazendo, “Apesar da derrota para o Santos a minha confiança continua intacta no elenco todo. O placar não traduziu o que foi o jogo”.

A arbitragem da partida vai ficar por conta de Salim Fende Chavez e os assistentes são Alberto Poletto Masseira e Eduardo Vequi Marciano, o jogo valido pela terceira rodada do Campeonato Paulista 2016 será no Paulo Machado de Carvalho “O Pacaembu”, as 20h30.

 
Jéssica Nogueira Gonçalves.