Série A, logo nos encontraremos!

 

Com o empate com o América-MG, o LEC adiou o sonho do acesso para mais uma temporada.

 

Tubarão adia o sonho da série A.  Por enquanto!

Gustavo Oliveira / Londrina Esporte Clube

 

Este texto não é para encontrar culpados pelo não acesso do Londrina Esporte Clube à série A do Campeonato Brasileiro. É para agradecer por mais uma campanha que lutou até o fim para chegar à elite do futebol nacional. Nosso Tubarão tem falhas, mas somos aguerridos.  

 

O empate em 0 a 0 com o América de Minas Gerais, na tarde de ontem, 18, no estádio do Café, pela 37ª rodada da série B do Campeonato Brasileiro, adiou o nosso sonho. Mas não o matou. O LEC tem uma torcida imensamente apaixonada pelo time que torce. Basta ver a recepção que nosso alviceleste recebeu na entrada do Café ontem antes da partida. Dava para perceber o sorriso, os olhos brilhantes, a felicidade de pais, filhos e de famílias inteiras por amar aquilo que não conseguimos explicar. Adiar não é matar um sonho, mas sim dar oportunidade para vivermos o sonho de forma mais intensa. E quanto mais esperamos pela concretização desse sonho, mais nosso coração se enche de vontade de conquistar o que se espera.

 

Conquistar! Este é o verbo a ser utilizado na temporada de 2018 do nosso Destemido Tubarão.  Fomos campeões invictos da  Primeira Liga e notícia em todo o Brasil. Todos queriam saber quem é esse time de cores azul e branco, da terra do Café que leva pessoas do amor ao ódio em questão de segundos.Quem é este jovem time - são apenas 61 anos, senhores - de uma história tão gloriosa e vencedora.  

 

Voltando à série B, tivemos vitórias que ninguém acreditava que teríamos. Atuações de gala para presentear o torcedor do LEC que faz muitos impossíveis para estar pertinho do Tuba. Como se esquecer da vitória, no Brinco da Princesa,diante do Guarani no primeiro turno? Eu não esqueço-me. Como reclamar de um time que conquistou 22 pontos nos últimos 10 jogos? Não consigo. Mas Viviane, o LEC empatou muito e sofreu derrotas sem explicação. Isso atrapalhou, né? Claro que atrapalhou, porém não podemos deixar de enaltecer os méritos do técnico Cláudio Tencati e de todo o plantel alviceleste. A defesa melhorou muito com a chegada de Dirceu, nosso ataque não esmoreceu com a saída de Belusso, pelo contrário, encontrou seu próprio caminho.Nosso goleiro uma muralha, o menino Arthur uma bela surpresa para a temporada, nosso capitão Germano dando o suporte emocional para todos. São muitos os motivos.  

 

Contra o América, pressionamos o tempo todo. Éramos superior. Havia ímpeto em buscar o gol. Mas sabe aquela frase que diz que quando não é para acontecer, não adianta? Foi isso que aconteceu ontem. A bola teimava em não entrar. Meu coração ficou pequeno, pequeno, quando via aquilo.

 

O Tubarão teve as melhores oportunidades para abrir o marcador no Café. Aos 27 minutos, Carlos Henrique meteu a bola na trave e assim continuou pressionando.

 

Na volta do segundo tempo, o América não teve sossego e seu sistema defensivo teve trabalho para nos segurar. Em um dos lances mais emblemáticos, aos 48 minutos da etapa complementar, Marcinho começou a jogada e Dirceu mandou a bola por cima.

 

Finalizamos mais que o América: 16 contra 10. E tivemos mais posse de bola: 53% contra 47%.E temos o melhor ataque do campeonato: 55 gols marcados.Nesta penúltima rodada, estamos em quinto com 59 pontos. Em 2017, sensacional esse ataque!

 

Espera-se que a temporada de 2018 da série seja melhor para nosso Destemido Tubarão, e que ele aprenda com seus erros e siga representando nossa cidade, nossos torcedores e nossas cores. "És o orgulho de uma cidade".

 

Até breve, série B.

 

Logo estaremos aí, série A.

 

Obrigada, Tubarão!

 

Gustavo Oliveira / Londrina Esporte Clube

 

PRÓXIMA PARTIDA

 

A última partida do será em 25 de novembro (sábado), contra o Vila Nova.


 

FICHA TÉCNICA   

 

LONDRINA 0x0 AMÉRICA-MG  

Campeonato Brasileiro da Série B - 37ª rodada

Local: Estádio do Café, em Londrina

Início: 17h.

Público: 6.913 (6.043 pagantes)

Renda: R$ 112.762,00

 

 

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (CBF/AL)

Árbitro assistente 1: Pedro Jorge Santos de Araujo (CBF/AL)

Árbitro assistente 2: Rondinelle dos Santos Tavares (CBF/AL)

Quarto árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim (CBF/AL)

Analista de campo: Afonso Vitor de Oliveira (CBF/PR)

 

Cartões amarelos:

Não houve.

 

Cartões vermelhos:

Não houve.

 

LONDRINA

01-César

02-Lucas Ramon

03-Dirceu

04-Édson Silva

05-Bidía (17-Marcinho, aos 12min do 2ºT)

06-Ayrton

07-Artur

08- Germano

09-Carlos Henrique

10-Negueba (21-Safira, aos 23min do 2ºT)

11- Romulo (23- Ricardinho, aos 36min do 2ºT)

Técnico: Cláudio Tencati

Suplentes que não participaram da partida: 12- Alan, 13-Silvio, 14-Gustavo Silva, 15-Reginaldo, 16-Matheus Quaresma, 18- Romisson, 19-Ítalo, 20- Patrick Vieira e 22-Victor Golas.

 

AMÉRICA - MG

01-João Ricardo (12-Fernando Leal, aos 42min do 1ºT)

02-Norberto

04-Roger

03-Rafael Lima

06-Pará

08-Juninho

19-Ernandes

23-Renan Oliveira  (17-Gerson Magrão, aos 23min do 2ºT)

07-Felipe Amorim (20-Willian, aos 19min do 2ºT)

09-Bill

11-Luan

Técnico: Enderson Moreira

Suplentes que não participaram da partida: 13-Renato Justi, 14-Lima, 15- Christian, 05-David, 16-Neto Moura, 21-Ruy e 18-Edno.

 

Viviane Alexandrino, torcedora orgulhosa do Londrina Esporte Clube.