SÓ MAIS SETE PONTOS!

       Foi dada a largada para a reta final do Brasileirão!

 

 622_54333ce4-c9fc-3196-a546-17883d6b8cb4.jpg             

             Fonte: Palmeiras Oficial

     

Embalado pelo "Mar Verde", que invadiu o aeroporto de Congonhas na Terça-feira (08), o Palmeiras embarcou para Belo Horizonte para encarar o seu próximo desafio.

O adversário da 35º rodada do Brasileirão, será a forte equipe do Atlético Mineiro.

O palco do confronto, tem um significado especial para o comandante do Verdão, foi no Estádio Independência, que Cuca selou para sempre o seu nome, na lista dos técnicos mais vitoriosos do Brasil. "Vou matar a saudade de um lugar que marcou minha vida. Nunca fui tão feliz num campo como no Independência, nunca tive um aproveitamento tão grande, algo em torno de 80%. Só tenho lembranças boas de tudo lá..."

E já que o assunto é história, a partida de hoje carrega um tabu. O Alviverde não vence o Atlético Mineiro desde 2011. Dos dez jogos disputados, foram nove derrotas e apenas um empate. Nove derrotas! É isso mesmo. Registro que nenhum palmeirense gosta de lembrar.

Outro detalhe interessante, que envolve a partida desta noite, é o reencontro do time, com o ex-técnico Marcelo Oliveira, com quem o Verdão foi campeão da Copa do Brasil, em Dezembro do ano passado.

Mas é no presente que se faz história.

E a partida de hoje, inaugura a última sequência do Brasileiro, um campeonato que está sendo conquistado de forma muito consistente.

O Palmeiras entra na reta final, como líder absoluto, somando 70 pontos na tabela, quatro na frente do segundo colocado. O elenco, que vem sendo considerado, como um dos melhores do país, exibe maturidade e estabilidade, além de coesão, elementos indispensáveis à um grupo que quer ser campeão.

Mesmo com tantos fatores positivos, que faria o ego de qualquer técnico inflar, o discurso de Cuca continua sendo o mesmo da primeira rodada (impressionante!), o professor chama atenção para a postura de humildade e foco nos detalhes.

Atitude que o elenco comprou e segue à risca e que parece ser a receita para o grande sucesso na temporada. Desde o começo, quando o professor Cuca começou a declarar que seríamos campeões, a gente abraçou a ideia. Nós nos fechamos e trabalhamos bastante. Desde a chegada dele, o time começou a dar liga e os resultados apareceram, depois demos um pontapé inicial e começou a entrar em nossa cabeça que tínhamos essa condição. Estamos bem próximos, mas nada está concretizado ainda...” Disse o lateral Jean.

Nada está ganho. Nada está garantido. E só se ganha jogo dentro do campo. As frases que soam óbvias e repetitivas, parecem ser de fato, o segredo do time de Cuca: manter o trabalho árduo, encarando cada jogo, como uma decisão.

O último treino de ontem, contou com a presença de Gabriel Jesus, o atacante que está defendendo as cores canarinhas, se juntou ao elenco, depois da partida contra o Peru.

Zé Roberto, que sofreu uma pancada no tornozelo e Mina, que sentiu dores na coxa, após partida pela seleção colombiana, fizeram reforço físico, mas compõem a lista dos convocados para a partida de hoje.

Jailson; Jean, Edu Dracena (Mina), Vitor Hugo e Egídio (Zé Roberto); Thiago Santos (Cleiton Xavier), Tchê Tchê e Moisés; Róger Guedes, Dudu e Gabriel Jesus.

O torcedor palmeirense mais uma vez, como sempre em sua história, chamou atenção do mundo, quando invadiu o embarque dos jogadores, fazendo uma festa, sem precedentes. Emoção pura.

 

Fonte: Esportes R7

 

E não há quem duvide de que esse é um elemento fundamental para a trajetória do Verdão no campeonato.

A ligação mágica e inexplicável da torcida com o time do coração, transforma-se em uma espécie de dinamite, capaz de explodir qualquer dificuldade, qualquer barreira. Carrega uma força descomunal!

Esse elo simbiótico, que une os milhões de torcedores espalhados pelo mundo, com os guerreiros vestidos pelo manto sagrado, entra em campo e faz a diferença.

 

a1.jpg

Fonte: Extraída da Internet

Faz história. A nossa história. Uma história de Lutas e Glórias. Que a todos nós carregamos cobertos de orgulho Verde e Branco.

Um só coração, batendo junto por uma só causa!

SIM PALMEIRAS! NÓS ESTAMOS JUNTOS, RUMO AO TÍTULO!

 

 

Alê Moitas