Sobrou Santos, faltou SÃO PAULO!

De positivo Denis não tem nada para o São Paulo, goleiro tomou frango aos 44 segundos de jogo. (Foto: Rubens Chiri)

Em clima de Paz, Santos x São Paulo entraram no gramado do Pacaembu ás 16h deste domingo (26) para disputar o 300ª SAN-SÂO da historia. O time da vila sobrou em campo e dominou o jogo, mesmo com diversas chances de gol nada deu certo para o Tricolor do Morumbi que saiu de campo ocupando a 10ª posição da tabela no campeonato Brasileiro com apenas 15 pontos somados em 11 rodadas e com mais uma derrota em clássico na bagagem.  

Com menos de um minuto de jogo, o Santos já mostrou que dominaria o Soberano com facilidade, no primeiro lance, aos 44 segundos, o meio campo do tricolor não funcionou e facilitou para Lucas Lima recuperar a bola ele tocou para Gabriel que cruzou para Thiago Maia que estava sozinho e chutou no gol, mais uma vez o goleiro Denis falhou, rebateu de forma estranha a bola que sobrou para Vitor Bueno marcar livre, 1x0 para o time da baixada. 

Ainda no primeiro tempo, o tricolor tentou não se abater e corrigir os erros, o time até se organizou e conseguiu chegar ao ataque com  Ytalo  aos 9’, depois com o Jovem Luiz Araújo aos 20 e aos 26’. Ytalo tentou novamente aos 32 minutos, mas o goleiro Vanderley fez ótima defesa, e no minuto seguinte em cobrança de escanteio são-paulino o time da vila quase marca contra com Gustavo Henrique.  

Porém, o Santos foi superior por todo o primeiro tempo e merecidamente, aos 38’, fez uma bela jogada com Lucas Lima, Gabriel e Vitor Ferraz  que passou na medida para Rodrigão completar para o fundo do gol de Denis.

Segundo Tempo.

A segunda etapa da partida não foi muito diferente da primeira, o time da Vila se mostrava superior, o Tricolor tentava chegar ao ataque, porém, mais uma vez não tinha resultado. O pequeno destaque positivo foi Luís Araújo mesmo substituído aos 18’ o atacante que fez sua primeira partida como titular com a camisa profissional do Soberano driblou, passou bem a bola, chutou no gol, e só não foi melhor porque não tinha ninguém para ajudá-lo.

A paz pregada pelas equipes também não resistiu, Calleri e Lucas Lima se desentenderam diversas vezes durante a partida, aos 23’,  Zeca trombou e deixou a perna intencionalmente para machucar Michel Bastos, Hudson viu não gostou e empurrou o camisa 37 santista, Lucas Lima chegou e também empurrou o Meia são-paulino, confusão e bate-boca generalizado na lateral no fim das contas cartão, tanto para Lucas Lima como para Hudson. 

Mais um desentedimento ainda ocorreu na partida, desta vez entre Gabriel e Diego Lugano que tomou catão amarela por falta cometida no atacante e posteriormente tomou vermelho por diversas reclamações feitas ao arbitro paulista Raphael Claus, mas antes de sair, Lugano ainda viu Lucas Lima cobrar falta e fechar a conta para o time da Vila 3x0.

(Foto: FutebolInterior)

Para o São Paulo, faltou muita organização e comprometimento, Bauza poupou jogadores fundamentais para um clássico como Paulo Henrique Ganso e Thiago Mendes. Apesar do foco do clube ser a Copa Libertadores da América, para o torcedor isso não existe e fica meio que inaceitável, não dá para perder tantos pontos importantes em um campeonato como o brasileiro, mas pior que isso, é perder tantos clássicos como o time do Morumbi vem perdendo.

Sobre a medida da “PAZ”

É até boazinha para o Marketing dos clubes e para a BRAHMA patrocinadora oficial da competição, mas na prática não funciona de nada. Se nem os jogadores conseguiram conter os ânimos durante a partida mesmo diante da ação, quem dirá passar algum exemplo para o torcedor.

Com toda certeza a maior baixa do clássico é a torcida única. Ação que só reforça a falência do futebol brasileiro, é um 7x1 diferente a cada dia! Enquanto as autoridades responsáveis não se incumbirem de punir devidamente os verdadeiros brigões, com leis severas e devidamente aplicadas, brigas e cenas lamentáveis vão continuar acontecendo seja em dia de clássico, de manifestação ou show de rock.

(Foto: R7.com)

Próximo Duelo

Agora, o tricolor enfrenta o Fluminense na quarta-feira (29), ás 21h45(BSB) no Morumbi, a exatamente uma semana do confronto contra o Atlético Nacional da Colômbia, e ai sim será a hora de poupar jogadores e blindar o grupo para focar somente na Libertadores.

Já o Santos, não tem que se preocupar com a Libertadores e já está focado para enfrentar o Grêmio também na próxima quarta-feira ás 19h30 (BSB).

FICHA TÉCNICA 
SANTOS 3 X 0 SÃO PAULO 

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP) 
Árbitro : Raphael Claus (SP) 
Auxiliares : Danilo Simon Manis (SP) e Miguel Ribeiro da Costa (SP) 
Cartões amarelos: Gabigol, Lucas Lima (SAN), Calleri, Hudson, Lugano (SAO) 
Cartão vermelho: Lugano (SAO) 
Público e renda: 19.740 pagantes / R$ 862.720,00 
Gols: Vitor Bueno 1'/1°T (1-0); Rodrigão 38' 1ºT (2-0); Lucas Lima 44' 2ºT (3-0) 

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia (Caju 46' 2ºT), Renato, Vitor Bueno (Yuri 33' 2ºT) e Lucas Lima (Jean Mota 46' 2ºT); Gabigol e Rodrigão. Técnico : Dorival Júnior 

SÃO PAULO: Denis; Caramelo, Maicon, Lugano e Matheus Reis; João Schmidt, Artur (Hudson 18' 2ºT), Luiz Araújo (Carlinhos 18' 2ºT) e Michel Bastos; Calleri e Ytalo (Daniel 31' 2ºT). Técnico : Edgardo Bauza

Jéssica Nogueira Gonçalves