SOLTA O GRITO CARCARÁ, É CAMPEÃO!!!

 

 

Foto: @salgueiroacpe

 

Meus amigos, o que dizer??? Felicidade, emoção e orgulho com certeza são as palavras que definem esse sentimento de ser torcedor do Salgueiro.

Em partida realizada nesta quarta-feira (05), o Carcará do Sertão encarou o Santa Cruz, na final do Campeonato Pernambucano, no Estádio do Arruda, e após empate sem gols, a decisão foi para os pênaltis, e aí já viu, né?! O coração tem que estar preparado. E após a cobrança de Muller Fernandes terminar com a bola dentro do gol, foi só comemorar, 4 x 3 Salgueiro.

O time que já havia conquistado o título de campeão do interior, conquistou seu primeiro título de Campeão Pernambucano. Pela primeira vez, um time do interior foi campeão do estadual. E como hoje foi dia de novas experiências, o técnico Daniel Neri é o primeiro europeu a conquistar um título Pernambucano.

 

A PARTIDA

O jogo começou de maneira equilibrada, as duas equipes se estudando bastante. Aos 12 minutos o Santa Cruz abriu o placar, Jeremias marcou, mas o assistente assinalou impedimento e segui tudo igual. Logo em seguida, outra boa chance para o Tricolor, falta fora da área, mas a bola ficou na barreira.

Aos 33’ a chance foi de Renato Henrique, mas a bola passou raspando a trave.  Apesar de algumas chances para ambas as equipes, ninguém chegou efetivamente ao gol adversário, encerrando tudo igual a primeira etapa.

Foto: Reprodução / Internet

Na segunda etapa a partida seguiu equilibrada, aos 18’ Ciel cobrou falta, mas Maycon defendeu. Depois a vez foi do Santa Cruz aos 32’ e o goleiro Cesar fez ótima defesa e salvou o Carcará. Após 4 minutos de acréscimo, a partida foi para a decisão nos pênaltis.

Pipico, Danny Morais e Toty converteram para o Santa Cruz. Para o Salgueiro converteram, Ciel, Alison Araçoiaba, Adenilson e Muller Fernandes, fechando as cobranças em 4 x 3.

Aí foi só correr para o abraço e comemorar muito.
 

Parabéns ao Salgueiro, Campeão Pernambucano 2020.

 

Por Kelly Cristine Janiro.

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.