Sport perde para o Náutico e acaba com invencibilidade da equipe.

Time da Rosa e Silva que não vencia o rival desde 2014, derrubou o tabu e a invencibilidade do Sport na temporada


 

Foto: Williams Aguiar / Sport Club do Recife

 

Náutico e Sport se enfrentaram pela segunda vez na semana, dessa vez, a partida foi a primeira do returno da fase classificatória do Campeonato Pernambucano 2017. A Vitória por 2 a 1 deixou a equipe na segunda colocação do campeonato; Sport está em terceiro. Os gols saíram apenas no segundo tempo. Marco Antônio e Erick marcaram para o time alvirrubro e Ronaldo Alves descontou para o rubro-negro da Ilha.

 

Náutico volta a campo no domingo (12), contra o Santa Cruz, na Arena de Pernambuco, pela Copa do Nordeste. Próxima partida do Leão é na quarta-feira (08), contra o Boavista, no Rio de Janeiro, pela Copa do Brasil.

 

Falta de criatividade e falta de gols

 

O Sport foi para o jogo com um time completamente diferente da rodada anterior, onde o técnico Daniel Paulista utilizou um time alternativo. Do outro lado, o técnico Milton Cruz mexeu o mínimo possível no Náutico. Só uma mudança em relação ao jogo da última quarta (01): Alison no lugar de Giva, no ataque.

 

O tempo iniciou com o Náutico partindo pra cima, porém, com  dificuldades para trocar passes e trabalhar a bola. Com todas as jogadas passando pelos pés do atacante Erick que insistiu muito nas jogadas individuais.

 

Rithely e Mansur se machucaram durante o jogo e foram substituídos por André e Caio, mantendo o mesmo esquema tático.

 

O Sport conseguiu criar algo na partida apenas de forma individual, forçando cruzamentos perigosos com Rogério, pelo lado direito, mas coletivamente, a equipe não conseguiu chegar ao gol.

 

Aproveitando as falhas do adversário, o Sport teve tranquilidade na marcação e soube recuperar as bolas nos erros.

 

Náutico faz valer mando de campo e vence o Sport.

 

As equipes voltaram do intervalo com a mesma formação que encerrou o primeiro tempo. Rogério e Leandro Pereira perderam boas chances de abrir o placar para o Leão e Alison para o Timbu.

 

O primeiro gol da partida veio de um contra-ataque. Erick esperou Marco Antônio chegar na entrada da área, para mandar um belo chute de fora no canto direito de Magrão.

 

Na tentativa de iniciar uma reação, o Sport deixou o meio campo desprotegido e o Náutico novamente insistiu em um contra-ataque,  Alison cruzou para Erick, que estava livre dentro da área e cabeceou para dentro do gol.

 

O Timbu ficou satisfeito com o placar e não se arriscou mais. Assim, o Sport colocou todo o time para frente.  Em alguns momentos, não havia nenhum jogador rubro-negro na área de defesa. Aos 28 minutos, a lei do ex foi executada e Ronaldo Alves cabeceou para o fundo das redes de Tiago Cardoso.

 

Ficha do jogo

 

Náutico: 2

Tiago Cardoso; David, Tiago Alves, Ewerton Páscoa e Manoel; Rodrigo Souza, João Ananias, Marco Antônio (Giovanni, aos 33’ do 2ºT) e Dudu; Alison (Maylson, aos 29’ do 2ºT) e Erick (Jefferson Renan, aos 22’do 2ºT). Técnico Milton Cruz.

 

Sport: 1

Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mansur (Caio, aos 35’ do 1ºT); Rithely (André, aos 8’ do 2ºT), Ronaldo, Everton Felipe (Juninho, aos 38’ do 2ºT), Diego Souza e Rogério; Leandro Pereira.

 

Estádio: Arena de Pernambuco, em São Lourenço da Mata.

Árbitro: Luiz Carlos Sobral.

Assistentes: Clovis Amaral da Silva e Marcelino Castro de Nazaré

 

Gols: Marco Antônio (aos, 8’ do 2ºT) e Erick (aos 18’ do 2ºT) (N); Ronaldo Alves (aos 25’ do 2ºT).

 

Cartões amarelos: Mansur, Ronaldo e Leandro Pereira(S); João Ananias, Marco Antônio e Rodrigo Souza (N).

 

Público: 6.419 pessoas.

Renda: R$ 128.915,00.

 

Beatriz Cunha