Tá chegando a hora!

 

Corinthians atropela o Atlético MG e Fiel cala o Horto

 

 

Caiu no Horto tá morto? Pelo menos não para o líder absoluto do Campeonato Brasileiro. O Corinthians foi a campo no último domingo contra o Galo, em jogo válido pela 33º rodada do Nacional e dentro das quatro linhas, mostrou superioridade e calou o Independência.

A considerada, “final antecipada”, pelo Atlético, terminou num sonoro 3x0, deixando o Timão com as mãos na taça, podendo  ser campeão na próxima rodada. Com 11 pontos de vantagem, para ser campeão contra o Coritiba, o time de Tite, precisa vencer e, o Galo, empatar ou perder, com o Figueirense. Assim o Hexa viria com quatro rodadas de antecedência, coroando a belíssima campanha alvinegra – são 61 gols marcados e 25 sofridos em 33 jogos, o time tem a melhor defesa e o melhor ataque da competição.

Com a expressiva derrota, o técnico Levir Culpi, voltou a afirmar que o campeonato estaria “manchado”, pelos erros da arbitragem. Tal declaração irritou o técnico Tite.

O comandante Corinthiano, durante a entrevista coletiva ao final da partida, recusou-se a responder as perguntas, sobre as afirmações de Levir. Até que resolveu se pronunciar:

 

 

"Somos a equipe mais competitiva. Tem o maior número de desarmes e é uma das mais disciplinadas. Só não é a mais disciplinada porque o Felipe foi expulso injustamente. É o time que faz menos faltas. Maior saldo de gols. Melhor ataque, mais vitórias,menos derrotas, melhor visitante, melhor mandante. Que mais? Melhor defesa"

Disse Tite, aos jornalistas.

 

 

Que o caro Levi me perdoe, mas o campeonato, está sim manchado: de preto e branco! Com tamanha superioridade dentro de campo e com duas vitórias em dois jogos, contra o Galo, não há como contestar a campanha Corinthiana. Tentar justificar, a não conquista do bi atleticano, com acusações desta natureza e não valorizar, o bom trabalho de Tite e seus comandados.

 

Dentro de Campo

 

O Atlético chegava com perigo nas jogadas de lateral e de escanteio. A dupla de zaga, Gil e Felipe, conseguiu anular o atacante Lucas Pratto, hora pelo lado direito, hora pelo lado esquerdo. O Corinthians, marcava bem e apostava nos contra-ataques.

A melhor chance da etapa inicial Corinthiana, partiu dos pés de Malcom, o garoto por sinal foi o melhor em campo. Malcom recebeu de Renato Augusto e cara a cara com Victor, parou no goleiro.

Após um primeiro tempo truncado e de um belo futebol, onde as duas equipes se doaram em campo, o Corinthians voltou melhor e mais atento para o segundo tempo. Já na saída de bola, o atacante Malcom, teve uma grande chance. O atacante demorou para definir e foi travado, pela defesa atleticana.


fotos:gazetapress

A torcida Corinthiana, se animou e conseguiu se fazer ouvir perante a massa atleticana e o som de “Aqui tem um bando de loucos”, ecoou pelo Horto. Aos 22 minutos, Felipe desarmou Pratto e partiu em profundidade pela direita. Aproveitando o rebote, Jadson cruzou para Malcon, que de cabeça, abriu o placar.

Logo em seguida, Vagner Love ampliou o placar. Jadson e Rodriguinho, trocaram passes e serviram Love, que ganhou na corrida de Edcarlos e chutou na saída de Victor, 2x0.

Os gritos de “É Campeão”, calaram a torcida atleticana, que antes dizia: Eu acredito. Era a festa da Fiel. Para fechar a festa, Lucca, que entrou no lugar de Malcom, fez um golaço de voleio, aos 39.

Com a vitória o Corinthians, disparou na liderança com 73 pontos, diante dos 62 do Galo. Os jogadores e a comissão do Atlético, jogaram a toalha na luta pelo título.

 

Tensão antes da partida

 

Durante a madrugada, a delegação Corinthiana, recebeu as “boas vindas”, da torcida adversaria. Na frente do hotel onde a delegação se hospedou, a torcida do Galo, armou um fogueteiro, tentando tirar o sono e a concentração do líder.

Na hora do jogo, a Fiel, dirigiu-se as bilheterias do Independência, com a esperança de venda de ingressos. Não haviam, mais bilhetes à venda, mas a torcida se recusou a deixar o local e foi dispersada pela PM, com gás de pimenta.

Os ônibus das uniformizadas, também enfrentaram problemas, na chegada ao estádio. A torcida reclamou das agressões sofridas.

Já na arquibancada, a torcida atleticana, fez referencias a eliminação do Corinthians na Copa do Brasil do ano passado diante do Galo e não deu paz ao técnico Tite. O técnico teve de usar capuz, para se proteger dos objetos e das cusparadas que partiram da torcida. Levir Culpi, chegou a intervir e pedir que a torcida, deixasse Tite em paz.

 

 

Isso aí faz parte. Estourar foguete lá fora faz parte.

O que não faz parte é cusparada. Não é a torcida do Galo isso, não é.

São alguns que querem chamar a atenção.”

Concluiu Tite.

 

fotos:gazetapress

Em resposta, os visitantes cantavam: Ei, você aí, começa a fazer festa que o hexa vem aí”. O clima de caldeirão, estava armado.

A atuação do Corinthians, deu animo a torcida, que tenta segurar o grito de campeão. O que não resta dúvida é que o título está bem encaminhado, para o clube de parque São Jorge.

 

 

Temos que ser realistas. Faltando 15 pontos e já estamos com 11 na frente. Já estamos com as duas mãos na taça. Não tem nada ganho ainda, mas ficou muito difícil para o Atlético MG. Não é à toa que estamos aqui. Somos merecedores! A equipe mostrou que tem muita qualidade. Está todo mundo de parabéns. Estamos colhendo agora os frutos do início do ano”.

disse Jadson, durante o desembarque da equipe em SP

 

Renovação com Ralf

 

A equipe teve a segunda-feira, de folga e retorna aos treinamentos, amanhã, durante o dia. Com a vitória, o volante se mostrou esperançoso, com a renovação.

Nesta semana, a diretoria, irá se reunir com o estafe do jogador, para negociar a renovação. Ralf quer dois anos de contrato e aumento salarial. Já a diretoria, oferece um ano de contrato e redução no salário. Ralf, disse estar aberto a negociações e espera uma saída, boa para ambos os lados.

O volante tem contrato até dia 31 de dezembro e para sua permanecia, conta com o apoio de Tite e o carinho da torcida.

A equipe volta a campo, sábado, as 19:30 contra o Coritiba. Faltam 5 rodadas para o fim da competição. O Hexa vem aí!

 

Mariana Alves, pelo Corinthians, com muito Amor, até o Fim!