Tabu? Que tabu?

Grêmio faz a lição fora de casa, quebra todos os tabus e ganha “folga” para a decisão da Copa do Brasil!

 
 

Foto: Globo Esporte

 

A torcida tricolor sabe muito bem, que o Grêmio tem o sangue e a garra de copeiro, e fazendo valer a alcunha, o time não só venceu, como convenceu, ao vencer o Cruzeiro, no Mineirão, pela partida de ida da semifinal da Copa do Brasil. O jogo, carregado de mística e com mais de 50 mil torcedores, teve como protagonista um Grêmio aguerrido e em uma das suas melhores apresentações na temporada.

Os 11 guerreiros que entraram em campo, calaram o Mineirão “a lá Mineirazo” e deram um passo importantíssimo, rumo ao pentacampeonato. Luan e Douglas, anotaram os gols que garantiram  a vantagem gremista.

 

 

Os nomes do jogo. Foto:ESPN

 

O primeiro gol, mostrou toda a superioridade do time de Renato Gaúcho. A bola passou de pé em pé, numa jogada trabalhada exaustivamente, até culminar no toque mágico de Luan! Além de abrir o placar, o gol colocou fim ao jejum do matador tricolor.

Já o gol de Douglas, nasceu de um erro cruzeirense. Kannemann cortou chute de Léo, Ramiro livre aproveitou e tocou para o Maestro ampliar!

Bem defensivamente, o tricolor soube se impor e só administrou o resultado na segunda etapa, sem pressão Celeste. Os corações gremistas, estão ainda mais esperançosos, mas o clima de já ganhou, passa longe do clube:

 

A situação está encaminhada, mas não definitiva. Contra o Atlético-PR, tínhamos vantagem e fomos decidir nos pênaltis. Essas questões nos preocupam. Estamos jogando contra o Cruzeiro, quatro vezes campeão também. Temos que trabalhar de maneira tranquila. O clube tem estratégia. Estamos credenciados a uma semifinal e podemos nos credenciar a uma final na quarta que vem, quando e se fizermos o escore – afirmou o presidente Romildo Bolzan.

 

"Não tem o que falar do Grêmio hoje, foi quase à perfeição", disse o auxiliar Alexandre Mendes que substituiu o suspenso, Renato Portaluppi, sintetizando o que vimos na noite de ontem (27). Um futebol bonito e bem armado, onde a defesa comandada por Geromel e Kannemann, foi sólida e quando não segurou, viu Grohe, demonstrar o porque é o dono do gol. No meio de campo, trocas de passes perfeitos, com Douglas reinando, e jogando o fino da bola e o ataque, fulminante!

Os 2x0, colocaram fim a qualquer tabu, e 9 anos depois, o Grêmio, está mais perto do que nunca de uma final. Torcedores, cansam de dizer “o Grêmio me iludi”, mas mais do que nunca a chance é real! É possivel soltar o grito, que há anos está preso na garganta!

Clima de campeão? de já ganhou? Não! Clima de decisão, de time com vontade, com brio e focado!

 

por Mariana Alves, para a Sheila Menzomo.