TEM QUE ACREDITAR, AQUI É SANTA CRUZ!

 

TEM QUE ACREDITAR, AQUI É SANTA CRUZ!

 

O Santa Cruz conseguiu a classificação para a semifinal da Copa do Nordeste na raça! O CRB chora em posição fetal até agora. A bola rolou ontem, no Mundão do Arruda.

 

Estamos vivos! Estamos vivos na competição: avançamos à semi. Estamos vivos, respirando, coração batendo: sobrevivemos! Foi muita emoção, especialmente para quem estava no Arruda, assistindo à tudo de perto, sentindo toda a emoção que só a arquibancada proporciona. Quem é de bancada sabe o que eu quero dizer. Estamos mais vivos do que nunca! Avante!

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, praticando um esporte, estádio e multidão

Ficou considerado pela massa do Arrudão, respeita o meu goleiro, meu goleiro é paredão. (Foto: Rodrigo Baltar / Santa Cruz FC)

 

Muita gente deixou de ir a campo por falta de confiança no time, ainda mais depois da derrota magra fora de casa, contra o ABC, pela Copa do Brasil. Sobre quem deixou de ir empurrar o Santinha para a semi da Lampions, só peço que “Deus perdoe essas pessoas ruins!” Esse título também é para vocês, tricolores desacreditados: TEM QUE ACREDITAR! Acredita que a gente chega.

O Jogo

Santa Cruz e CRB pareciam dispostos a nos fazer sofrer mesmo. No primeiro tempo, tivemos uma atuação fraca dos dois times. Alguma pressão das equipes, mas poucas finalizações. Uma boa chance para cada lado e acabou a primeira parte.

Mas a etapa complementar já começou pegando fogo. Com a torcida apoiando, o Mais Querido voltou disposto a vencer. Ganhamos muito volume de jogo, mas ainda com dificuldade para chegar à área adversária. Quando o gol já estava maduro e o alvirrubro alagoano já apresentava maior fragilidade no sistema defensivo, tivemos a expulsão de Marcos Martins, nosso melhor lateral. O desespero bateu!

Com um a menos, o adversário soube aproveitar a vantagem e botou para cima do tricolor. Ficou cada vez mais difícil chegar ao ataque. Até que eles fizeram um gol aos 42 min. William Barbio (é, aquele mesmo!) recebeu a bola na área do Santa e converteu. Tudo parecia perdido! Seguramos até o final do segundo tempo para nada?!

ESTAMOS FALANDO DO SANTA CRUZ, MEUS AMIGOS!

O Santa é o time da virada! Aqui é raça, delírio e amor! Depois do gol sofrido, alguns tricolores saíram do estádio e até agora eu não sei se o pior torcedor é o que não vai apoiar por falta de confiança ou o que desiste diante das dificuldades.

Aos 47 min (quarenta e sete minutos!), Dudu conseguiu uma falta na entrada da área e até Anderson foi tentar o gol. Carlos Renato cruzou e William Alves cabeceou para o gol. EMPATAMOS! GOL DO SANTA!

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e multidão

Obrigada, Deus, por ter me feito tricolor! (Foto: Rodrigo Baltar / Santa Cruz FC)

 

Foi um misto de alívio, alegria, orgulho, amor e esperança. Desabei em lágrimas. Como é bom ser Santa Cruz!

A cobrança de pênaltis foi ainda mais angustiante. Parecia que não acabaria mais. Até que Anderson, o paredão Coral, nosso menino de 20 anos com maturidade de 35, pegou a 8ª cobrança deles. Todos acreditávamos que em algum momento ele pegaria e não nos enganamos. Anderson veio e se consolidou o herói da classificação, o craque do jogo.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas sorrindo, multidão

O herói da classificação, o paredão Anderson Paixão. (Foto: Rodrigo Baltar / Santa Cruz FC)

 

Agora é esperar quem vem do duelo entre Fortaleza e Vitória. Só decidimos em casa se o Vitória passar, por causa do número de pontos.

O tricolor volta a campo para a decisão milionária pela 3ª fase da Copa do Brasil, contra o ABC. Precisamos de, pelo menos, dois gols de diferença. Quem vai duvidar que chegaremos lá?! Quarta, dia 10, às 21h30, todos os caminhos levarão ao Arruda. Avante!

 

EU ACREDITO NO SANTA CRUZ!

Três cores, dois nomes, uma paixão: Santa Cruz.

 

Por Mara Lima