TÔ COM SAUDADE

Com o retorno do Campeonato Mineiro, Cruzeiro enfrentará o URT e precisa de vitória para tentar classificação 


 


(Imagem: reprodução Instagram do Cruzeiro) 

 

Uma pequena conversa para começar 

 

É… o Campeonato Mineiro voltou! Muitos outros campeonatos pelo mundo também. Meu questionamento, não como apaixonada por futebol, mas como cidadã é: isso está certo? Minas Gerais não vive o melhor momento da pandemia (que por mais chato que seja escutar/ler sobre isso, é uma REALIDADE).

Não adianta “tampar sol com a peneira”, não adianta fazer valer contratos milionários se o mundo, nosso país, nosso estado e, principalmente Belo Horizonte, tem números preocupantes. Sim, estou sendo enfadonha com esse discurso que você já está cansado (a) de escutar, mas me sinto na obrigação de ser redundante. 

Passado meu momento lúcido e de desabafo, sei que você, assim como eu, está louco (a) para ver um “futebolzinho” no domingo, junto com o churrasco, escutar na rádio comentários o dia todo, ler a coluna Celeste no Blog Mulheres em Campo… tô sabendo! E, mais ainda, alucinado (a) para 2020 passar o mais rápido, não só por tudo isso que já falei, mas para o nosso Cabuloso cumprir o que tem tem que cumprir e voltar ao seu lugar de origem: na elite do futebol. 

 

Então vamos ao que interessa:

 

Como nem tudo são flores, vamos recomeçar por onde tem que ser.  E esse é o Campeonato Mineiro. Para ser mais exata, a décima rodada, penúltima do estadual. 

Um resumo sobre a campanha do Cruzeiro: 

  • Está na quinta colocação, fora da zona de classificação, mas ainda com chances;

  • São 9 jogos, 4 vitórias, 2 empates, 3 derrotas e 14 pontos. 

Um presente novo, um técnico novo, alguns reforços, alguns livramentos, graças a Deus. 

Então vamos falar deste retorno. Cruzeiro e URT se enfrentarão neste domingo (26), às 11:00, no estádio Mineirão, obviamente de portões fechados.

O adversário está  na 8ª posição com 9 pontos, 3 vitórias, 2 empates e 4 derrotas. A equipe de Patos de Minas vem de um empate por 0 a 0 com o Tupynambás, lanterninha do Mineiro. Porém, em seu último jogo no Estadual, o Cruzeiro perdeu por 1 a 0 do Coimbra, penúltimo colocado.

Nesta sexta-feira (24), o clube divulgou a numeração fixa do ano. Henrique, recuperado do acidente de carro e já de volta aos treinos, ficou com a tradicional camisa número 8. A emblemática 10 ficou com o meia-atacante Régis. Dedé ficou com a 26. 

 

 

(Imagem: site oficial do Cruzeiro)

 

Em live nesta quinta-feira (23), o presidente Sérgio Santos Rodrigues explicou sobre uma dívida cobrada pela União de cerca de R$7,4 milhões referente ao não repasse de impostos do ano de 2019. O presidente afirmou que o departamento jurídico já está tomando as devidas providências e cabe recurso. Inocente é o torcedor que pensa que esse é apenas o único problema a se enfrentar. Durante um bom tempo, novas questões surgirão. Para isso, Sérgio afirmou ter planejamento e estar ciente de todos os processos judiciais do clube.

Nessa live também foi anunciado o novo patrocinador até 2023. Trata-se da empresa Premium Saúde, que estará estampada na clavícula da camisa Celeste tanto da equipe masculina quanto na equipe feminina. Falou-se também de uma nova plataforma para os torcedores, com vídeos de pré e pós jogos, além da narração. Imagens não são permitidas, já que o Cruzeiro tem contrato de transmissão com a Rede Globo. 

A parte interessante ficou com o lançamento da música Tô Com Saudade, do rapper mineiro Das Quebradas, disponível no Instagram oficial do Cruzeiro, que demonstra todo o sentimento do torcedor cruzeirense. Tá no sangue, tá alma e nos foi dada a missão de reconstrução, então que seja assim...


 

Tô com saudade 

(Das Quebradas)

 

Tô com saudade de te ver jogar

Onde for, eu vou te acompanhar

Na arquibancada, todos irão cantar

Meu Cruzeiro, meu Cruzeiro 

Pra sempre eu vou te amar

Eu to com saudade de te ver jogar 

É o time do povo de Minas Gerais,

Que tem DNA de campeão 

Que a torcida se faz presente 

Dentro e fora do Mineirão 

O gigante incontestado 

Do presente e do passado 

Amado pelo seu povo,

Odiado pelos rivais 

Títulos conquistados

por todo esse continente 

Respeito em nossa história,

pois a história não mente

Rei de copas, 

Pra sempre honramos suas vestes

Cinco estrelas no peito da camisa azul celeste

Sagrada, igual Salomé na arquibancada 

Construir novo Cruzeiro é missão que nos foi dada

Nas boas e nas más fases 

Estaremos te apoiando 

Toda vez que essa camisa azul celeste entrar em campo.



 

Ficha técnica 

 

Cruzeiro x URT

Dia: 26:08/2020

Local: Estádio Mineirão

Horário: 11:00

Arbitragem: Paulo César Zanovellli da Silva

 

Por Sam Bella

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.