Tricolor é derrotado em SAN-SÃO na Vila Belmiro.

 

O São Paulo foi até a Vila Belmiro neste Domingo (09), enfrentar o Santos pela 12ª rodada do Brasileirão de 2017, e no clássico dos Tri da América, venceu quem está em melhor fase. O peixe contou com o colombiano Copete que fez três e jogou o tricolor para a vice-lanterna da competição.

 


(Foto:Adriano Vizoni/Folhapress)

 

Logo aos 6’ minutos Denilson balançou as redes para o Tricolor, mas o bandeira da partida assinalou impedimento do atacante. Depois disso os donos da casa cresceram e se mostravam melhor em campo, mas a chance real de gol só aconteceu aos 37’ com o camisa 36 santista, que chutou para fora, mesmo cara a cara com o gol livre. Aos 43’ foi a vez do são-paulino Denilson arriscar de fora da área e o goleiro santista efetuar boa defesa. Mas menos de um minuto depois, Copete achou Kayke na direita que bateu forte, Renan Ribeiro não conseguiu segurar e rebateu a bola nos pés do colombiano, que não perdoou e abriu o placar na Vila Belmiro.

 

O segundo tempo começou mais pegado e logo aos 8’ os donos da casa já ampliaram, após cruzamento de Kayke mais uma vez o colombiano Copete marcou de cabeça.

Pintado que assumiu a equipe interinamente depois da precoce demissão de Rogerio Ceni mexeu na equipe, tirou Marcinho e colocou Shaylon.

Mas o domingo parecia ser mesmo do colombiano que aos 21’ mais uma vez balançou as redes, desta vez de voleio.

 

Tentativa de reação

Quando parecia que tudo estava perdido surgiu um pênalti a favor do tricolor do morumbi, David Braz derrubou Lucas Pratto dentro da área, o argentino cobrou e desperdiçou…

 

esporte-pratto-spfc-20170710-001.jpeg

“COMO CAPITÃO NÃO POSSO PERDER UM PÊNALTI ASSIM” (Foto: Levi Bianco/Brazil Photo Press/Folhapress)



 

Densilson saiu e deu lugar a Lucas Fernandes que entrou participando do jogo, aos 30’ o garoto chutou forte e obrigou o goleiro Vanderlei a rebater a bola, que sobrou em Shaylon e foi parar no fundo da rede.

O gol deu fôlego para  equipe do Morumbi, mas já era tarde. No finalzinho o estreante Tricolor Arboleda ainda deixou o seu, o camisa 4 mereceu o gol, já que junto com Lucas Fernandes foi o melhor são-paulino em campo.

 

São 7 sete jogos sem vitória, 5 derrotas e 2 empates uma situação diferente de tudo que o torcedor são-paulino está acostumado, o mais inacreditável é que mais uma vez o time não jogou tão mal, mas não conseguiu vencer. Quando a fase é ruim nada ajuda, o time perde pênalti, faz gol irregular, luta, briga, mas não consegue o resultado.

 

REAGE SÃO PAULO

 

Agora o São Paulo recebe o Atlético-GO, último colocado da competição em duelo de lanterna e vice-lanterna no Morumbi na próxima quinta-feira (13), às 19h30 de Brasília e a única coisa que os torcedores podem fazer é ir ao estádio e apoiar o time, mesmo diante de uma diretoria mediocre que tem acabado com a honra e a grandeza do São Paulo é o torcedor quem precisa incentivar os jogadores para sair da zona rebaixamento, lugar que não pertence ao Tricolor do Morumbi.


 

FICHA TÉCNICA

SANTOS 3 X 2 SÃO PAULO

Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 9 de julho de 2017, domingo
Horário: 19 horas (de Brasília)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC-Fifa)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho e Marcelo Carvalho Van Gasse (ambos de SP-Fifa)

Público: 10.322 torcedores
Renda: R$ 422.935,00

Cartão Amarelo: Copete, David Braz e Lucas Lima (Santos); Lucas Pratto, Lucas Fernandes e Júnior Tavares (São Paulo)

Gols: SANTOS: Jonathan Copete, aos 43 minutos do 1º tempo; aos 8, e aos 21 minutos do 2º tempo
SÃO PAULO: Shaylon, aos 30 minutos do 2º tempo, e Robert Arboleda, aos 41 minutos do 2º tempo

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Lucas Veríssimo e Jean Mota; Thiago Maia, Renato (Leandro Donizete) e Lucas Lima; Thiago Ribeiro (Arthur Gomes), Copete (Vladimir Hernández) e Kayke. Técnico: Levir Culpi

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini (Wesley), Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei, Petros e Jonatan Gomez; Marcinho (Shaylon), Lucas Pratto e Denilson (Lucas Fernandes). Técnico: Pintado (interino)



 

Por Jéssica Gonçalves - SalveM o Tricolor Paulista.