Tricolor, quero te ver marcar gols nessa rodada!

 

Entre todos os momentos envolvidos no complexo cenário do futebol, há aquele que pode ser considerado como o centro das atenções, a atração mais aguardada, a surpresa mais bem aceita: o gol! Ele pode surgir como resultado de um esquema bem definido, ou aparecer como um feito inesperado. Pode ser marcado pela estrela de um time, ou simplesmente ter origem naquele jogador desacreditado. Não importa as circunstâncias que dão vida a esse personagem do jogo, ele é quem detém as maiores expectativas.

Para os torcedores gremistas, a comemoração de um gol pode ser motivo de saudade. Ao entrar em campo domingo na Arena, contra o Flamengo, na partida válida pela 2º rodada do Campeonato Brasileiro, o elenco Tricolor terá a chance de amenizar esse sentimento da sua torcida. O que ocorre é que a última vez que nosso time balançou as redes foi na segunda partida da semifinal do Gauchão, contra o Juventude. E, por incrível que pareça, isso já foi há quase um mês...

Naquela tarde de 24 de abril foi possível ver uma atuação na qual o ataque gremista fez o seu papel ao criar muitas chances de gol de forma bastante consciente, e converter três delas. O que sabemos é que uma tarde feliz do goleiro adversário e uma primeira partida anterior ruim em Caxias tirou, de certa forma, o brilho daquela atuação. A partir de então, não vimos mais gols a nosso favor. Não tivemos a chance de comemorar o momento mais esperado dos jogos que assistimos.

Fonte: Carlos Ferrarini

 

O que tivemos ao longo desse último mês foram apenas três jogos: as duas partidas contra o Rosario Central (das quais não gostamos nem de pensar sobre) e a estreia no Brasileirão contra o Corinthians. Mesmo a sequência de partidas não sendo das maiores, parece ser muito tempo sem poder gritar pelo gol marcado.  Às vésperas da segunda rodada do torneio nacional, há fatores que parecem favorecer o provável fim desse desagradável e recente jejum.

Em relação ao Flamengo, este chega a Porto Alegre após uma eliminação precoce na Copa do Brasil, uma vez que o Fortaleza o deixou para trás já na segunda fase. Além disso, há o fato de o grupo não contar com o técnico Muricy Ramalho, afastado temporariamente por motivos de saúde. Já pelo lado do Grêmio, a estratégia é repetir o time que estreou contra os corintianos no último domingo.

Após uma semana de treinos que colocou em dúvida até a presença de Geromel no jogo da Arena, o que os trabalhos finais mostraram é que mudanças maiores são improváveis e que a equipe titular segue sendo a mesma. Porém, é possível que Edílson participe do jogo assumindo a lateral direita, já que sua liberação para atuar pelo Grêmio aconteceu nessa sexta-feira.

É claro que ainda haverá certa desconfiança sobre o sistema defensivo gremista. Mas a expectativa é que esse setor faça o seu papel, a ponto de que possamos focar em uma parte mais adiantada do time. Será a hora para peças importantes como Bolaños, Luan e Giuliano fazerem a diferença e trazer a efetividade de conversão de volta para os lados da Arena. Além de necessário, o momento desenha-se como o ideal. Seria uma boa forma de recompensar o torcedor Tricolor que for à casa do seu time, ansioso pelo reencontro com o personagem principal dessa história, o tão aguardado gol...

 

Fonte: Grêmio Avalanche

Cintia Menzomo