TRICOLOR VENCE NO MORUMBI, MAS PERDE MAESTRO.

Na noite de quarta-feira (29), o Tricolor Paulista recebeu o Fluminense pela 12ª rodada do Brasileirão e conseguiu a vitória que não vinha a 3 rodadas. Alan Kardec enfim desencantou e marcou, Cueva estreou e foi elogiado. Mas, nem tudo foi festa, o meia Paulo Henrique Ganso sofreu um estiramento na coxa direita e declarou ao sair de campo “tô fora”.    

(Foto: Rubens Chiri)

O peruano Cuevo precisou de apenas 1m30seg com a camisa do São Paulo para participar da jogada de um gol tricolor, o camisa 13 cobrou escanteio que desviou em Centurión e sobrou para João Schmidt que bateu forte e guardou na rede de Cavalieri.

Com o 1 x 0 o tricolor não se acomodou, pelo contrário tratou de pressionar e ir para cima do adversário e não dando espaços para a equipe do Rio.

O Flu só teve sua primeira boa chance de gol aos 36’, quando Maranhão fez uma ótima jogada pela esquerda e cruzou na área, mas Cicero não pegou bem na bola e cabeceou por cima do gol de Denis.

Pouco tempo depois, aos 39’,  Michel bastos carregou a bola pela lateral esquerda e cruzou na medida na cabeça de Alan Kardec que finalmente desencantou. O atacante não marcava um gol desde o dia 27 de março do clássico contra o Santos e apesar de não ser titular no time de Bauza, o treinador já deixou claro que confia no camisa 14.

(Foto: Fernando Nunes)

No segundo tempo, o técnico Levir Cupi mexeu no time, o Fluminense voltou mais ofensivo que o dono da casa e apesar de receber uma bola na trave aos 4’ minutos chutada por Thiago Mendes, o time carioca se recuperou e chegou a pequena área são-paulina. Henrique cabeceou e a bola bateu na mão de João Schmidt, pênalti para equipe carioca.

Cicero cobrou no canto esquerdo e Denis apontou para o canto certo, mas caiu no direito. Famoso Bola para um lado e goleiro para o outro. 2x1 no Morumbi. Os cariocas continuaram a pressionar, mas o tricolor ainda era superior.

Patón tirou Michel Bastos para entrada de PH Ganso e foi ai que as coisas não deram muito certas. O camisa 10 tricolor tomou cartão por reclamação com menos de 3’ de minutos em campo, mas isso não foi nada perto do que aconteceu aos 42’ quando ele dividiu uma bola e sentiu a coxa. O meia pediu para sair na mesma hora e na arquibancada do Morumbi os pouco mais de 10 mil torcedores presentes no estádio já sentiram que era sério. Paulo não poderia sair porque Patón já havia feito as três substituições.

O meia parecia inconsolável já dentro de campo e ao final do jogo toda a impressa esperava para ouvir o camisa 10 que já estava abatido e só conseguiu pronunciar duas palavras “Tô fora”.

(Foto: Rubens Chiri)

A lesão foi confirmada na manhã desta segunda-feira (30), e o jogador deve ficar fora das próximas partidas, inclusive do primeiro jogo da semifinal da copa Libertadores da América, principal objetivo do São Paulo Futebol Clube neste ano.

A vitória neste confronto sem dúvidas tem sua importância, o tricolor pulou de 10ª para 7ª colocado na tabela, acabou a noite de quarta-feira a 2 pontos do G-4 e a 4 pontos do líder.

No final de semana, o time do Morumbi viaja até o interior de São Paulo para enfrentar a Ponte Preta no Moises Lucarelli às 16h00. Já o fluminense, recebe o grêmio no sábado (2), no mesmo horário, em volta redonda.

A lesão de Paulo Henrique Ganso foi um baita balde de água fria para o torcedor São-Paulino, com a contração de Maicon junto ao Porto por 6 milhões de euro (algo em torno de 22 milhões de reais) mais 50% dos direitos de Lucão e 50% de Inácio, o torcedor esperava que o tricolor chegasse completo para o duelo contra o Atlético Nacional da Colômbia o que provavelmente não vai acontecer. Hudson também sentiu novamente uma lesão que vem sendo tratada a quase um mês e agora é dúvida. O que claro, não faz o torcedor perder a confiança no clube Paulista.

Com sem Ganso, com ou sem Hudson, com ou sem qualquer outro jogador a principal arma do TIME DA FÉ será os mais de 60 mil torcedores no Morumbi.

#JuntosSomosMaisFortes.

Jéssica Nogueira Gonçalves