Triunfando nos últimos jogos, Galo faz a quina perfeita e chega ao tão almejado G-4.

O Atlético recebeu a Chapecoense no Horto na noite desta segunda-feira as 20:00 (Horário de Brasília) e venceu por 3 x 1, entrando no G4. É o vice-líder da competição com 35 pontos, atrás somente e obviamente do líder Palmeiras.

A missão dos jogadores de chegar entre os quatro melhores foi cumprida, o time que começou a competição mal, veio se recuperando e alcançou seu objetivo, mostrando que sim, o Atlético pode entrar na luta pelo título e quem sabe por fim conquistar o tão sonhado BI do Brasileiro.

O jogo e seus melhores momentos:

O jogo começou com a pressão do time do Galo para cima da Chapecoense, a torcida empurrava o time que foi embalado no som da arquibancada, teve chances logo no primeiro minuto quando Robinho tocou para Fábio Santos cruzar rasteiro para Maicosuel, ele tentou o chute e Fred logo em seguida, mas acabou que nenhum deles conseguiu, assim desperdiçando a primeira chance de gol.

Aos 2 minutos, depois de uma bola recebida por Maicosuel, Fábio Santos cruza para Erazo que tenta ajeitar, mas acaba entregando a bola para o adversário, aos 3 Tiaguinho apareceu na área e tenta dominar a bola, Fábio Santos aparece na marcação, os dois trombam e o jogador da Chape pede pênalti, mas o juiz disse que não foi nada.

Aos 8 minutos, Robinho com toda sua habilidade faz linda jogada e acha Maicosuel no lado direito da área, ele tenta o cruzamento, mas a bola saiu muito forte, desperdiçando uma boa chance. Mais uma vez aos 9 minutos Robinho aparece bem, ele cruza e a bola passa por Fred, mas acaba parando nos pés de Maicosuel que muito marcado optou por recuar.

Aos 13 , Hyoran apareceu bem pela esquerda, cruzou para Kempes na área, o atacante da Chapé cabeceou e a bola passou muito perto do gol de Victor, raspou na trave e foi para fora. Aos 15, Hyoran de novo pela esquerda, achando Cleber Santana dentro da área, o meia chutou rasteiro, no canto de Victor que se estica e faz a defesa.

Aos 20 minutos, depois de um lindo lançamento de Robinho para Maicosuel, que tocou para Donizete, o volante cruza na área para Fred escora de cabeça, Pratto fura, mas Carlos César estava ali e não desperdiçou a chance, abrindo o placar para o Galo e fazendo seu primeiro gol na competição.

Aos 29 minutos Kempes tenta uma jogada individual no ataque, Léo Silva chega à marcação e acaba derrubando o atacante, o juiz marca falta, por ser perto da área, um tanto perigosa, falta cobrada por Cleber Santana que cruza para Thiego subir bem e cabecear para o fundo do gol, mas nada estava valendo, o zagueiro estava impedido.

Aos 37, quase o segundo gol do Galo, Robinho e Carlos César faz linda tabela pela direita, o lateral invade a área e cruza para Pratto que de carrinho finaliza, Danilo faz uma linda defesa evitando o gol. Aos 42min, mais uma vez pela direita, Carlos César cruza na área, Pratto de início tenta cabecear, mas a bola cai na área, e na disputa Fábio Santos consegue rolar para Robinho que chuta de bico, finalizando no cantinho, ampliando o placar para os donos da casa.

https://s2.glbimg.com/fSid5GlMgUP4fzXVCFT90AVqqzk=/172x501:2760x1958/640x360/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2016/08/08/g.jpg

Fonte: Globo Esporte

Com o oitavo gol marcado no Brasileiro e o décimo oitavo na temporada. Robinho, empata com Vitor Bueno do Santos e Grafite do Santa Cruz ambos em terceiro lugar pela artilharia do campeonato.

No segundo tempo o jogo começou com o Galo trocando ainda mais passes, os visitantes iam para cima em busca de conseguir seu primeiro gol e até quem sabe empatar.

Logo aos 5’ Hyoran dominou na entrada da área, driblou Carlos César, chutou forte, a bola quicou e foi no canto do goleiro do Victor, com uma boa defesa evitou o gol do adversário. Aos 12’ Cléber Santana faz bonita jogada e acha Hyoran livre na entrada da área, ele ajeitou bonito e chutou, buscando o ângulo do arqueiro do Galo, que se esticou todo e fez mais uma linda defesa.

Aos 23’, após um contra-ataque rápido, Maicosuel acha Robinho na área que ajeita a bola, mas finaliza na rede do lado de fora. Aos 33’, após passe de letra de Robinho para Luan, que ajeitou para Maicosuel dominar, ajeitar e finalizar forte no ângulo certo do goleiro Danilo, sem chance alguma de defesa, ampliando mais ainda o placar do Atlético.

E no último lance da partida, aos 45’, o “gol de honra” da Chapecoense, após Gil dominar na direita, fazendo uma bela jogada para cima de Erazo, cruzou para Bruno Rangel que se antecipou a marcação de Léo Silva e cabeceou firme, para o fundo das redes. 

O Atlético chegou onde queria, mostrou o porquê tem o “Dream Team” e se recuperou, graças a Marcelo Oliveira que foi subestimado, mas mostrou que pode e levou o time ao tão sonhado G-4.

https://s2.glbimg.com/SP-ojkKAHZRZIAV_N8SiW4YEsWA=/0x94:1707x1054/640x360/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2016/08/08/marcelo_oliveira.jpg

Fonte: Globo Esporte

Na próxima rodada enfrenta o Santos na Vila, será um jogo de reencontro, principalmente de Robinho com seu antigo clube e a torcida que já encheu de alegrias, mas que atualmente estão em lados opostos, se vencer o Santos, o Atlético fica mais perto ainda de permanecer entre os 4 primeiros e quem sabe conquistar o título.

Preocupação é com Luan que voltou de lesão recentemente e ontem após ficar só 13 minutos em campo sentiu a coxa e saiu de campo chorando.

A Chapecoense que não vence há três jogos, ocupa a 11º posição no campeonato.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-MG 3x1 CHAPECOENSE

Motivo: 19ª rodada, Brasileirão 2016

Data/Hora: 08/08/2016, às 20:00 

Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Pericles Bassols Pegado Cortez (PE)

Assistentes: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)

GOLS: Carlos Cesar, 20'1ºT (1-0); Robinho, 42'1ºT (2-0); Maicosuel, 33'2ºT (3-0); Bruno Rangel, 45'2ºT (3-1)

Cartões amarelos: Lucas Gomes (CHA)

Público/Renda: 17.484 pagantes/R$729.930,00.

ATLÉTICO-MG: Victor; Carlos César, Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca e Leandro Donizete; Robinho, Maicosuel (Carlos - 35'2ºT), Lucas Pratto (Luan, 26'2ºT - Clayton, 38'2ºT) e Fred. Técnico: Marcelo Oliveira.

CHAPECOENSE: Danilo; Gimenez, Willian Thiego, Filipe Machado e Dener; Gil, Josimar, Cléber Santana e Tiaguinho (Lucas Gomes - Intervalo); Kempes (Martinuccio - 25'2ºT) e Hyoran (Bruno Rangel - 35'2ºT). Técnico: Almir dos Santos.

Por: Eduarda Moreira