TUDO EM ABERTO PARA O JOGO DA VOLTA

O Fortaleza empatou sem gols contra o Bahia, no jogo de ida das quartas de final

 

Equipes nordestinas decidirão vaga no dia 11, no estádio Pituaçu 

(Foto: Fortaleza EC)

O Fortaleza entrou em campo neste domingo (06), contra o Bahia, pela primeira partida das quartas de final do Brasileirão A2, no estádio Raimundão em Caucaia e ficou no empate sem gols. O jogo de volta será no dia 11 de dezembro, às 15 horas, no estádio Pituaçu, em Salvador. 

Ainda antes do jogo começar, as Leoas sofreram com desfalques. No aquecimento, a lateral-direita Manuela sentiu e foi substituída por Ruiva. O time que o técnico Igor Cearense mandou a campo foi: Mirian Paixão, Kedma, Camilla, Vanessa, Ruiva, Tháfila, Leidiane, Joelma, Natália, Girlane e Taciana.

 

O JOGO

Nos primeiros dez minutos, o Bahia atacava mais. O Fortaleza pouco criava, mas se defendia bem e várias vezes conseguiu desarmar o ataque da equipe baiana. Já no decorrer da partida, as Leoas equilibraram o jogo.

A partida seguiu truncada. Aos 21', Joelma quase  abriu o placar para o Fortaleza em cobrança de falta. Com 25' teve a primeira parada técnica para a hidratação das jogadoras. A atleta Tháfila recebeu cartão amarelo após cometer falta. 

A goleira Nágila salvou o Bahia aos 34', em ataque do Fortaleza pela direita. Em seguida,  aos 39', a zagueira Vanessa quase marcou para o tricolor cearense em jogada com bola lançada por Leidiane. 

 

SEGUNDA ETAPA 

O Fortaleza voltou sem alterações para o segundo tempo. A partida ganhou mais ritmo  e ambas as equipes buscavam abrir o marcador. Aos 5’, a defesa das Leoas salvou em cima da linha o que seria o gol do Bahia. 

O técnico Igor Cearense fez a primeira alteração no time da casa aos 14', quando tirou Joelma para a entrada de Lidiane, meia de criação, visando encorpar o meio de campo e criar mais oportunidades no ataque. 

Aos 17', a zaga fez corte providencial no ataque do Bahia. O Fortaleza criava, mas seguia sem levar perigo à meta baiana. As atletas sentiam o cansaço físico da maratona de jogos. Aos 27', o Fortaleza voltou a mexer e Mariane entrou no lugar de Kedma.

O jogo seguia e o Bahia também diminuiu o ritmo de jogo. As duas equipes criavam, mas sem intensidade, visando evitar desgaste. Aos 30', o Fortaleza teve oportunidade em bola parada, mas Lidiane cobrou nas mãos da goleira Nágila. 

A partida seguiu até os 50' e terminou sem gols. As duas equipes voltam a se encontrar dia 11 de dezembro, no estádio Pituaçu, em Salvador, para decidir a vaga para as semifinais.

 

Por Sara Cordeiro 

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem necessariamente a opinião do Portal Mulheres em Campo