TUDO PODEMOS, ELAS QUE NOS FORTALECEM

Paulistão Feminino: a preparação do Red Bull Bragantino

 

(Foto: Instagram @redbullbragantino)

 

As meninas do Massa Bruta estão a mil na preparação para a estreia histórica no Paulistão Feminino que vai acontecer no sábado, dia 17 de outubro. Pela primeira vez o Bragantino tem um time feminino com 17 jogadoras disponíveis para a técnica Camilla Orlando, que é ex-internacional e Campeã Brasileira do Sub18, e está mostrando muita determinação para nossa equipe feminina. Para quem não sabe, a novidade foi divulgada no último Dia Internacional da Mulher; o que torna a presença feminina no futebol brasileiro e no mundo cada vez mais maravilhosa.

 

O elenco foi anunciado no dia 3 de julho e é formado por: Goleiras – Alice e Stefany; Zagueiras – Dih, Nataniele e Ingryd; Laterais – Isa e Natália; Volantes – Giovana Maia e Karol Dias; Meias – Priscila Andrade, Raquel, Taba e Vitória; Atacantes – Dandara, Julia Beatriz, Luana e Rosane.

 

Infelizmente, por conta da pandemia não foi possível realizar um evento comemorando este marco do futebol bragantino, porém, acredito que oportunidades não faltarão para comemorar. Elas estão vindo com tudo!

 

Os treinamentos para a estreia já estão rolando e a ansiedade para ver essas meninas em campo também representando o Red Bull Bragantino está enorme!

 

(Foto: Instagram @redbullbragantino)

 

Além disso, nossas meninas também fizeram uma linda ação para o Outubro Rosa, campanha mundial realizada anualmente no mês de outubro, e que busca a conscientização das mulheres a respeito da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, aumentando as chances de cura e reduzindo a mortalidade. A campanha é simbolizada pelo laço cor-de-rosa. O vídeo está no Instagram Oficial do Red Bull Bragantino.

 

Não deixem de acompanhar as novidades e os jogos que estão por vir no Campeonato Paulista feminino.

 

PRA CIMA DELAS BRAGA!

 

“Na força de uma raça, na luta já vencida.” - Hino Bragantino.

 

Por Júlia Palombello Fonseca

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente a opinião do Portal Mulheres em Campo