UFAAAAAA... FICAMOS

 

Quanto alívio, após um campeonato onde tanto se lutou para que em 2020 a equipe pudesse se manter aqui, deu certo.

Foto: Fred Gomes

Neste domingo o Ceará foi até o Rio de Janeiro, encarar o Botafogo pela última e decisiva rodada do brasileirão, a rodada que diria se o Vozão cairia ou não para a Série B. O Alvinegro Cearense só dependia de si, um empate seria o suficiente, e aconteceu, e para alegria geral do torcedor do Mais Querido, Série A a gente volta a se ver em 2020.

A primeira etapa da partida bem morna, sem  muitas chances de gols. Até que aos 38 minutos, Marcos Vinicius abriu o placar para os donos da casa, alerta mais que ligado, Thiago Galhardo de cabeça teve ótima chance aos 44’, mas muito bem na bola Diego Cavalieri defendeu. O primeiro tempo terminou assim, embora o resultado negativo, o Ceará ainda se mantinha na Série A (o Cruzeiro estava empatando).

Para a segunda etapa, Argel Fucks fez alterações na equipe, saiu Auremir e Eduardo Brock entraram Wescley e Cristovam, respectivamente, as alterações seriam para dar mais velocidade a equipe e funcionou, o Vozão chegou mais ao ataque.

Até que aos 13’ os torcedores do Ceará comemoraram, gol do Palmeiras no Mineirão contra o Cruzeiro, com o resultado, o Ceará se mantinha na Série A. Mas a tranquilidade mesmo, veio aos 20’ Thiago Galhardo empatou a partida cobrando pênalti.

Foto: Israel Simonton - Ceará

Assim acabou o Brasileirão 2019 do Ceará, mais um jogo fraco, mas com muita luta, vontade e garra. Agora é melhorar colocar as coisas no lugar, para que em 2020 se possa almejar coisas maiores, e não apenas fugir do rebaixamento.

Ricardinho falou após a partida: “A gente fica muito feliz, sabemos que não foi um campeonato da maneira que planejamos. Tivemos um campeonato para ser melhor, mas infelizmente não conseguimos. O que fica é a permanência e temos que planejar. Ano que vem tem que ser diferente, temos que brigar por coisas melhores e não só para permanecer. Acredito que coisas melhores virão no próximo ano”.

 

Kelly Cristine Janiro