UM ABUSO DE FUTEBOL BIANCONERO

 

Allegri escala a Juventus: Perin; De Sciglio, Rugani, Chiellini e Alex Sandro (44 'st Kean); Bernardeschi (41 'st Spinazzola), Emre Can, Matuidi; Douglas Costa (30 'st Bentancur), Dybala e Cristiano Ronaldo. Banco: Szczesny, Pinsoglio, Cancelo, Bonucci, Khedira.

 

(Foto: Site Oficial da Juventus)

 

Me questionei intimamente como o Chievo poderia jogar contra essa máquina de time. Sem exageros. A partir do apito inicial a Velha Senhora se encaixou em todos os lugares do campo, em formação de combate. Uma bela jogada de ataque contou com a descida de Bernardeschi que desdobrou-se em meia.

 

Precisamos falar de Douglas Costa e sua atuação com belos números e uma postura em campo digna da grandiosidade da camisa.  Com 12 minutos, ele fez “a” jogada individual e arriscou o chute de esquerda. O goleiro Sorrentino não alcançou, e o placar foi aberto para os Bianconeros.

 

Emre Can fez bela partida

(Foto: Site Oficial da Juventus)

 

Juventus continuou a imprimir seu ritmo, não cessou com as jogadas perigosas e aos 44 minutos, o argentino Dybala avançou pelo meio e acionou Emre Can, que dominou e bateu com a direita, marcando o segundo da partida, sem chances para o goleiro do Chievo.

 

Segundo Tempo. Juventus comeu a bola, aproveitou o tempo de passe e caprichou na troca. Tratou de administrar a vantagem. Eis que chegou o momento do terceiro tento. Um defensor rival bloqueou um chute de Douglas Costa com o braço dentro da área. Penalidade máxima. Claro que Cristiano pegou a bola, só que ele perdeu a cobrança com espalmada de Sorrentino.

 

Pouco depois, Ronaldo recebeu livre na marca do pênalti, mas bateu mal na bola e mandou para fora. No apagar das luzes, Bernardeschi cobrou falta pela esquerda e Rugani subiu livre na pequena área para dar números finais à partida.

 

Massimiliano Allegri estava satisfeito e revelou ter pedido ao grupo um desempenho maduro e foi atendido. "Foi um bom jogo e não foi fácil e esta noite, os rapazes foram responsáveis. É uma vitória a mais para a conquista do campeonato. Emre Can jogou um grande jogo, ele tem uma ótima técnica e ele tem que se acostumar a jogar mais frente. Dybala? Vendo-o jogar como nesta noite é um prazer. Talvez ele fique desapontado porque não encontra o objetivo, mas se ele acredita e continua assim, ele se tornará um jogador extraordinário”, destacou.

 

E continuou: “Alex Sandro este ano está fazendo performances pesadas, talvez você perceba menos do que no primeiro ano, mas sua presença é sentida. Do outro lado De Sciglio e Cancelo têm características diferentes, o primeiro é mais disciplinado, o segundo tem mais idéias e deve crescer a partir do ponto de vista defensivo se aproximando de sua performance para as de Alex Sandro. Perché não interpretou Kean? Como Ronaldo estava procurando o gol, Dybala também estava certo em continuar com eles. Kean É um menino que precisa crescer”, finalizou.

 

A Juventus segue líder absoluta do Campeonato Italiano com nove pontos de vantagem sobre o Napoli (56 a 47), segundo colocado, a 18 rodadas do fim da competição.  Pela 21ª rodada do Campeonato Italiano, a Juventus vai até Roma para enfrentar a Lazio, no próximo domingo (27), às 17h30 (de Brasília).

 

Carla Andrade