Um adeus no último minuto!

Nesta segunda-feira o Japão se despediu da Copa de 2018. Os japoneses, que venciam por 2 a 0 viram a Bélgica empatar e no último minuto virar o jogo, fazendo 3 a 2.

Imagem: Laurence Griffiths/Getty

O Japão nunca chegou às quartas de final de um mundial e infelizmente não foi dessa vez. Eles já sabiam que não seria fácil jogar contra uma das seleções que mais goleou na fase de grupos, além disso, vinham de uma derrota para a Polônia. Mas o gol do Japão saiu — um, depois dois — e um pingo de esperança veio junto com eles.

Depois de um primeiro tempo morno, com um time japonês fechado e segurando o forte ataque belga, o segundo tempo começou agitado, principalmente, para os asiáticos que logo no início encontraram o caminho do gol. Pouco tempo depois o segundo saiu. Eles foram marcados por Haraguchi e Inui. Porém, o treinador da Bélgica substituiu de maneira que explorassem mais as jogadas pelo alto e deu certo, o empate veio.

Era o último minuto, literalmente, e os japoneses estavam com a bola na área belga, um escanteio curto e um bate bola por ali e teríamos a prorrogação. Não foi assim! Os asiáticos optaram por lançar a bola na área e tentar o gol, mas acabaram assistindo um contra-ataque daqueles de tirar o chapéu, não é atoa que terminou em gol.

Não foi por falta de vontade, não foi por falta de luta. O Japão sabia do tamanho da Bélgica e do favoritismo dessa equipe. A Bélgica subestimou os samurais e tomaram um susto. Nossos super campeões cresceram, foram gigantes e caíram, mas de cabeça erguida.

Valeu, Japão!

Por Anna Gabriela

Pelas mulheres no futebol.