UM CONFRONTO ENTRE CAMPEÕES MUNDIAIS...

 

Uruguai e França lutam por uma vaga nas semifinais da Copa de 2018.



 

"Esperamos um jogo muito difícil. Eles têm ótimos jogadores, sobretudo do meio para frente, onde são velozes e sabem explorar espaços, como Mbappe e Griezmann. Não assistimos ao jogo contra a Argentina, pois estávamos nos preparando para enfrentar Portugal, mas agora vamos analisá-los para saber seus pontos fortes e explorar os pontos fracos."  (Lucas Torreira)

 

Fifa.com


 

Chegamos as quartas de finais e depois de dois dias de pausa no mundial, sexta-feira é dia de acordar cedo e se preparar  para assistir Uruguai e França que promete ser um jogão e que entre os jogos das chaves, é o único confronto entre campeões mundiais. O jogo será às 11h00 (Horário de Brasília) no estádio de Níjni Novgorod e as duas equipes seguem invictas nessa Copa, porém a celeste ganhou todas as suas partidas até aqui e tem como os seus grandes destaques a sua defesa e o seu ataque. Mas nesta sexta, o seu ataque formado por Suárez e Cavani terá o desfalque do camisa 21 que ainda é dúvida para a partida, com isso o Uruguai vai contar com a força do atacante Suárez e com a união e a garra de todo time celeste, para vencer mais uma partida e seguir sonhando com o tri.



 

• PREPARAÇÃO:


 

Depois de vencer a seleção de Portugal e avançar para as quartas de final em Sochi, a celeste voltou para "casa" na cidade de Níjni Novgorod e iniciou a sua preparação para o grande confronto diante da França nesta sexta-feira. Desde o fim da última partida, o que não somente os torcedores uruguaios mas sim todos querem saber é se o atacante Cavani vai poder atuar na partida, já que o jogador saiu mancando do jogo e após exames foi constatado um edema na sua panturrilha esquerda. Nos primeiros dias, era possível ver o jogador com alguma dificuldade até para subir as escadas do Borsky Sport Centre e na quarta-feira (4), o jornal Ovación deu como certo o desfalque de Cavani na partida. Mas no último treinamento realizado nesta quinta-feira, o jogador apareceu caminhando normalmente e fez um treinamento separado dos demais jogadores. O treinador Óscar Tabárez tem uma regra em que os jogadores têm que estar 100% em 48 horas antes das partidas, mas não se surpreendam se o atacante aparecer nem que seja no banco de reservas.

 

Reuters/Carlos Barria


 

"Desde que soube que estava lesionado, Edi foi trabalhar para se recuperar, redobrar esforços e sonhos. E isso é o que está fazendo agora. A lesão foi informada de maneira muito precisa, com dois comunicados. Parece que o primeiro não foi suficiente, muitos foram consultar outros profissionais e começaram os rumores. A informação de Cavani já foi dada, eu não entrarei nesse joguinho, é um conceito de jornalismo que não compartilho. Em 24 horas saberemos quem vai estar no time titular e reserva e nenhuma ansiedade desbocada me fará mudar essa decisão."   (Óscar Tabárez)


 

A celeste não fez o reconhecimento do gramado do estádio de Níjni e terminou a sua preparação no Complexo de Borsky, com atividades físicas e os jogadores treinando bastante finalizações e bolas paradas, depois na parte mais leve do treino jogando o seu futebol informal vencido pelo time do goleiro Suárez e do artilheiro Martín Campaña. Tabárez na última coletiva preferiu não dar pistas sobre os titulares, mas o provável time que vai á campo deverá ser quase o mesmo que enfrentou Portugal, a única dúvida fica mesmo no ataque:


 

Fernando Muslera; Martin Cáceres, José María Giménez, Diego Godín, Diego Laxalt; Nahitan Nandez, Lucas Torreira, Matias Vecino, Rodrigo Bentancur, Luis Suárez, Edinson Cavani (Cristhian Stuani).

 

@Uruguay Twitter Oficial da Seleção



 

"Nós queremos jogar o jogo e queremos ganhar de quem competimos. Não queremos dar o mínimo espaço a coisas que nada têm a ver. Não vão ter toda a informação, como eu tampouco tenho, não sei quem vai substituir o francês (Matuidi) que está suspenso. São 24 horas de paciência e mais nada."  (Óscar Tabárez)



 

URUGUAI X FRANÇA  


 

HORA: 11h00 ( Horário de Brasília)

 

ESTÁDIO: Níjni Novgorod  

 

ÁRBITRO: Néstor Pitana (ARG)

 

ASSISTENTES: Hernán Maidana (ARG) e Juan Pablo Belatti (ARG)

 

4° ÁRBITRO: Alireza Faghani (IRN)




 

Texto: Jéssica Martins