Um domingo que o santista gostaria de esquecer

Sabe aquele dia em que tudo dá errado? Foi exatamente assim para o Santos Futebol Clube. Hoje, nem a força do Alçapão da Vila Belmiro conseguiu fazer com que a equipe escapasse de sua segunda derrota em casa no Brasileirão.
 
Uma partida que inicialmente tinha tudo para ser favorável ao time da casa, mas erros coletivos prejudicaram - e muito -  a equipe na partida.
 
Além disso, o jogo de hoje marcou a última partida de Gabriel com a camisa alvinegra. A festa de despedida poderia ter sido melhor com uma vitória, mas infelizmente ela não veio.
 
O time catarinense antes de enfrentar o Santos estava na zona de rebaixamento do Campeonato, e algo que está se tornando bem comum é o Peixe ressuscitar times da parte de baixo da tabela e perdendo pontos importantes que sem dúvidas já estão fazendo falta.
 
Apesar de ter dominado todo o primeiro tempo, o Peixe não abriu o placar mas teve chances claríssimas, como a bola na trave de Ricardo Oliveira em cobrança de falta e de Vitor Bueno, que perdeu um gol feito. O Figueirense pouco assustou.
 
Já na segunda etapa, Dorival Jr colocou Gabriel em campo para participar dos últimos 45 minutos com a camisa do Peixe. E logo no início, Thiago Maia até tentou evitar o contato com Jefferson, mas não teve jeito, o juíz marcou pênalti, que foi convertido por Rafael Moura.
 
Aos 17 minutos, o Santos quase chegou ao empate, mas o goleiro do Figueirense  foi bem na sequência de defesas e impediu o empate santista.
 
No finalzinho da partida, Gabriel até marcou um gol, mas o atacante estava em posição irregular e por isso o gol foi anulado. A pressão santista não surtiu efeito, e assim, o Peixe saiu derrotado pela segunda vez em casa no Brasileirão.
 
Fora do G4, o sonho do título vai se tornando mais distante. A equipe precisa mudar a postura e ter um maior espírito de competitividade, entrar com vontade em todo jogo onde quer que seja. Pois pra time que almeja título não deve existir tempo ruim!
 
Ao final da partida, uma grande homenagem foi feita ao Menino da Vila que está de saída para a Europa. Emocionado, Gabriel agradeceu o carinho da torcida e ao clube que o projetou dizendo que retornaria. 
 
Boa sorte, Gabriel! Que você continue brilhando dentro ou fora do Alçapão e cumpra com suas palavras! Aguardamos seu retorno, obrigada por tudo!
Sabe aquele dia em que tudo dá errado? Foi exatamente assim para o Santos Futebol Clube. Hoje, nem a força do Alçapão da Vila Belmiro conseguiu fazer com que a equipe escapasse de sua segunda derrota em casa no Brasileirão.
 
Foto: Ivan storti
 
Uma partida que inicialmente tinha tudo para ser favorável ao time da casa, mas erros coletivos prejudicaram - e muito -  a equipe na partida.
 
Além disso, o jogo de hoje marcou a última partida de Gabriel com a camisa alvinegra. A festa de despedida poderia ter sido melhor com uma vitória, mas infelizmente ela não veio.
 
O time catarinense antes de enfrentar o Santos estava na zona de rebaixamento do Campeonato, e algo que está se tornando bem comum é o Peixe ressuscitar times da parte de baixo da tabela e perdendo pontos importantes que sem dúvidas já estão fazendo falta.
 
Apesar de ter dominado todo o primeiro tempo, o Peixe não abriu o placar mas teve chances claríssimas, como a bola na trave de Ricardo Oliveira em cobrança de falta e de Vitor Bueno, que perdeu um gol feito. O Figueirense pouco assustou.
 
Já na segunda etapa, Dorival Jr colocou Gabriel em campo para participar dos últimos 45 minutos com a camisa do Peixe. E logo no início, Thiago Maia até tentou evitar o contato com Jefferson, mas não teve jeito, o juíz marcou pênalti, que foi convertido por Rafael Moura.
 
Aos 17 minutos, o Santos quase chegou ao empate, mas o goleiro do Figueirense  foi bem na sequência de defesas e impediu o empate santista.
 
No finalzinho da partida, Gabriel até marcou um gol, mas o atacante estava em posição irregular e por isso o gol foi anulado. A pressão santista não surtiu efeito, e assim, o Peixe saiu derrotado pela segunda vez em casa no Brasileirão.
 
Fora do G4, o sonho do título vai se tornando mais distante. A equipe precisa mudar a postura e ter um maior espírito de competitividade, entrar com vontade em todo jogo onde quer que seja. Pois pra time que almeja título não deve existir tempo ruim!
 
Ao final da partida, uma grande homenagem foi feita ao Menino da Vila que está de saída para a Europa. Emocionado, Gabriel agradeceu o carinho da torcida e ao clube que o projetou dizendo que retornaria. 
 
Boa sorte, Gabriel! Que você continue brilhando dentro ou fora do Alçapão e cumpra com suas palavras! Aguardamos seu retorno, obrigada por tudo!
 
Carolina Ribeiro
 
Carolina RibeiroCarolina Ribeiro