Um jogo sem grandes emoções, mas com vitória alvinegra...

 

Na tarde deste domingo 22/01/2017 a equipe do ASA entrou em campo para o seu primeiro compromisso oficial no Campeonato Alagoano, a equipe da casa começou bem, sem grandes dificuldades e sendo superior na maioria do tempo. Diante de um público relativamente fraco, aos 13’ do primeiro tempo, em uma bola na área o zagueiro André Lima abriu o marcador, fazendo a alegria da torcida ali presente.


C:\Users\Usuário\AppData\Local\Microsoft\Windows\Temporary Internet Files\Content.Word\IMG_20170122_155827.jpg

Foto:Arquivo Pessoal

Aos 25’ o centroavante do time alvinegro, Leandro Kível ampliou o placar, no momento o ASA ganhava da equipe do CEO pelo placar de 2x0.

Já aos 37’ ainda do primeiro tempo, a equipe sertaneja aproveitou o descuido do time alvinegro e em uma falha do goleiro Cetin, Wagner apareceu livre, abrindo o placar para o time do CEO, agora o placar muda mais uma vez, ASA 2x1 CEO.

Na volta das equipes para o segundo tempo, o jogo seguiu apático e de uma grande tranquilidade para o alvinegro, Wagner que havia marcado o gol da equipe visitante tentou ampliar o marcador, porem sua tentativa foi sem sucesso.

Aos 15’ do segundo tempo, o ASA fica com um homem a mais em campo devido a uma expulsão por falta violenta do jogador Hugo, mas mesmo assim o jogo prosseguiu tranquilo, sem grandes ameaças por parte das duas equipes e o ASA aparentemente acomodado com o placar favorável.

Já aos 33’, o atacante Jefferson Baiano que acabara de entrar em campo, no lugar do Leandro Kivel, fez seu gol e deixou sua marca, fechando ai o placar por 3x1 para a equipe do ASA. Na próxima rodada o alvinegro enfrenta a equipe do Murici, jogando fora de casa e visando mais uma vitória para que possa seguir de maneira mais folgada na competição.

O alvinegro foi a campo com Cetin; Douglas, Eron, André Lima e Tessio; Leanderson, Nata, Doda e Mandacaru; Leandro Kivel e Jean Carlos. No banco o técnico Maurilio Silva tinha a disposição: Naldo, Anselmo, Mazinho, Gaspar, Diego Gois, Diego Palinha, Tiago Souza e Jefferson Baiano.

 

Texto de Arielly Soares, torcedora do fantasma de Alagoas!