Um por todos e todos por um

Foto: Facebook Paraná Clube

 

 

Esta famosa frase descreve exatamente o momento vivido pelo Paraná Clube!

Após cinco anos, o Tricolor Paranaense está novamente nas oitavas de final da Copa do Brasil, depois de ter eliminado a equipe do Vitória na partida de ontem (19).

A união da diretoria, jogadores, comissão técnica e o apoio do torcedor tem sido fatores decisivos para manter a invencibilidade dentro na Vila Capanema e abrilhantar ainda mais a campanha do Tricolor em 2017.

 

O jogo

Em um jogo de marcação e poucas oportunidades, o destaque novamente foi a zaga Paranista. O Paraná administrou o resultado conquistado fora de casa e só se preocupou em não deixar brechas para o ataque do Vitória. Ayrton e Brock não deixavam passar nada, e na melhor chance dos visitantes, Léo fez excelente defesa, aos 20 minutos em cobrança de escanteio desviada de cabeça rente à trave. Aos 36, Jhony cobrou falta, sem perigo ao goleiro adversário. No segundo tempo, após as entradas de Guilherme Biteco, Jonas Pessali e Diego Tavares, o Paraná partiu para o ataque e teve grande chance com Nathan em bela jogada na entrada da área, para saída do goleiro rubro negro.

O Vitória, que precisava do resultado, pouco apareceu. O Tricolor entrou em campo podendo perder por até um gol de diferença que estaria classificado (depois de vencer o time baiano por 2x0 no jogo de ida). Mas quem disse que é fácil ganhar do Paraná Clube na Vila Capanema? E quem disse que o goleiro Léo sofre gols dentro de casa? O retrospecto de 2017 diz tudo: o Paraná permanece invicto na Vila Capanema e o goleiro Léo não tomou gols em casa em 12 jogos!

Após o apito final, torcedores e jogadores em sintonia, comemoraram esta classificação, muito importante para os cofres do clube e para a visibilidade a nível nacional.

 


(Foto: Geraldo Bubniak/AGB | Banda B)

 

PARANÁ CLUBE 0x0 VITÓRIA

Paraná: Léo; Júnior, Airton, Eduardo Brock e Rayan; Jhony, Alex Santana, Nathan e Renatinho (Diego Tavares); Robson (Jonas Pessalli) e Ítalo (Guilherme Biteco). Técnico: Wagner Lopes.

Vitória: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Fred e Geferson; Willian Farias (Uillian Correia), Bruno Ramires (Pineda), Euller (Jhemerson) e Cleiton Xavier; David e André Lima. Técnico: Argel Fucks.

Local: Durival Britto (Curitiba-PR)

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) e Pablo Almeida da Costa (MG)

Renda: R$ 207.900,00

Público pagante: 7.399

Público total: 8.696

Cartões amarelos: Brock (Paraná). Geferson, Ramires e André Lima (Vitória)

 

A torcida mais apaixonada

 


(Imagem da internet)

 

Em noite de bom público na Vila Capanema, o torcedor apoiou os 90 minutos e mostrou que está ao lado do time.

Mesmo com a classificação encaminhada, a torcida compareceu e fez aquela festa.

Bonito de ver! Energia boa! Casa cheia, time focado e classificação merecida!

 

O próximo adversário

Já estão definidos os confrontos da próxima fase da Copa do Brasil.

O Tricolor encara o Atlético-MG e o primeiro jogo será em nossos domínios, em data a ser definida.


Foto: Facebook Paraná Clube


 

Seja Sócio Tricolor da Vila

Torcedor, associe-se e ajude o Paraná Clube a alcançar o seu maior objetivo em 2017: o acesso à Série A!

Confira as modalidades disponíveis e não fique de fora:

https://paranaclube.com.br/socio-prc/planos

O Paraná precisa de você!


Foto: Facebook Paraná Clube


SemPRe Tricolor, Itauana Morgenstern.