Uma necessidade: vencer!

Fla 18-08.jpeg

Imagem: Uol Esportes


Neste sábado (19) o Flamengo volta a casa para enfrentar o Atlético-GO pela vigésima rodada do Campeonato Brasileiro. No primeiro turno, foi nossa primeira vitória. O elenco encorpou de lá pra cá e conseguimos ficar na parte de cima da tabela. Já o adversário permaneceu na parte de baixo. Os dois momentos são parecidos, uma pressão enorme e com olhar de desconfiança e receio no futuro.


Será o segundo jogo comandado por Rueda, que deu uma melhorada já na sua estreia, apesar do empate sem gols. Com a virada de turno, vem a esperança de reação da equipe. Já perdemos o primeiro jogo, agora é o momento de mudar isso e voltar para a zona de classificação da Libertadores. Com mais alguns dias para conhecer e trabalhar o elenco, talvez já possamos ver um pouco da cara do tal DNA do Flamengo. O treinador tem um desafio e tanto, fazer esse elenco incrível mostrar seu valor e potencial.


Sem dúvidas, Guerrero faz uma baita falta ao time. Sem o artilheiro do clube, o Flamengo continua com dificuldade nas finalizações. Esperamos que o novo técnico encontre soluções para esse problema. Na partida de amanhã (19), teremos à disposição o nosso quarteto de reforços. Assim devemos ter uma equipe um pouco diferente, com o Diego Alves, Éverton Ribeiro e Rhodolfo em campo. Berrío saiu machucado no último jogo e será outro desfalque de peso para a partida.


O jogo será na Ilha do Urubu, às 19h, contra o lanterna da competição. O Atlético-GO tem apenas 15 pontos. Já o Flamengo estacionou nos 29 e caiu para a sétima posição. Esperamos que a reação comece já amanhã (19), afinal a pressão não irá diminuir até que em campo apareça a raça e o amor à camisa. Vencer em casa contra o último colocado é obrigação e a torcida que apoia não quer nada além disso: mais três pontos e a sensação de que o vento está virando ao nosso favor, novamente. Vamos Flamengo!


Mais uma vez, infelizmente, falamos sobre o repúdio a violência no futebol. É lamentável ainda ter que ouvir histórias de casos em que ocorrem brigas, afinal não somos inimigos, somos rivais, e apenas em campo. É inaceitável brigas entre torcidas rivais ou do mesmo time. Isso mancha a história da partida. E sobre o caso de racismo em que um torcedor do Botafogo fez injúrias a família do Vinicius Júnior, racismo é CRIME! Parece utopia, mas espero por um dia que não haverão atitudes tão idiotas. Quem sabe, chegaremos lá no momento em que todos serão "apenas" torcedores.


A equipe que vai entrar em campo pode ser um pouco parecida com a que jogou na última quarta (16), mas deverão entrar outros que não podem jogar a Copa do Brasil. A possível escalação é: Diego Alves, Rodinei, Rhodolfo, Réver, Renê, Cuellar, William Arão, Everton, Diego, Éverton Ribeiro e Felipe Vizeu.


Paula Barcellos