UMA NOITE PARA ENCAMINHAR A CLASSIFICAÇÃO

E é chegada a hora do Tricolor gaúcho encarar a segunda partida contra a LDU na primeira fase da Libertadores de 2016. O confronto acontecerá em Quito, na temida e traiçoeira altitude de cerca de 2.800 metros. No primeiro encontro dos times, no dia 02 de março na Arena do Grêmio, a torcida viu uma das melhores exibições do Tricolor nessa temporada. Foi naquela noite que estreou pelo clube o equatoriano Miller Bolaños, e com sua colaboração a Liga de Quito foi derrotada por 4 a 0.

Grêmio e LDU chegam para a partida dessa quarta-feira (13/04) em momentos bastante diferentes. Mesmo na condição de visitante, há quem diga que o time gaúcho tem o favoritismo pelo bom resultado. O que leva a essa conclusão é a má fase que vive o mandante da noite. Em relação à Libertadores, a diferença entre Grêmio e LDU é de apenas 2 pontos, mas no campeonato nacional, a equipe equatoriana ocupa a amarga penúltima posição. Inclusive, no último sábado, a comissão técnica gremista acompanhou mais uma derrota do futuro adversário dentro de sua própria casa.

Com a chegada do técnico Álvaro Gutierrez há uma semana, pouco se viu de esquema tático no time da LDU. Além disso, o experiente capitão Norberto Araujo não jogará por problemas de saúde. Diante do mau desempenho recente, a pressão da torcida é imensa sobre a equipe equatoriana. Protestos já ocorreram inúmeras vezes e uma vitória sobre o Grêmio é o único resultado que interessa à LDU. Porém, mesmo diante de tantas adversidades, os donos da casa sabem que tem a altitude como uma forte aliada, que pode, e muito, fazer diferença em um jogo.

Para tentar amenizar os possíveis efeitos negativos de jogar em uma cidade como Quito, a equipe gremista viajou com uma semana de antecedência do jogo. A operação para enfrentar a LDU envolveu um planejamento tanto físico quanto técnico. Walace e Bobô chegaram ao Equador como dúvidas, mas já treinaram normalmente nos últimos trabalhos táticos do Tricolor.

(Foto: Lucas Uebel / Divulgação Grêmio FBPA)

O zagueiro Fred também sentiu problemas musculares no país do adversário, mas tudo indica que estará disponível para o jogo de quarta. Sem a presença do capitão Maicon e do lateral esquerdo Marcelo Oliveira por suspensão, Edinho e Marcelo Hermes garantiram lugar na equipe titular. Dessa forma, o Grêmio provavelmente irá a campo com: Marcelo Grohe, Wallace Oliveira, Pedro Geromel, Fred, Marcelo Hermes, Walace, Edinho, Giuliano, Douglas, Luan e Bobô. A arbitragem será chilena, com Roberto Tobar auxiliado por Christian Schiemann e Raúl Orellana.

A expectativa sobre o penúltimo jogo da fase de grupos da equipe gremista é imensa. Uma vitória Tricolor aliada ao resultado do confronto entre Toluca e San Lorenzo no México pode garantir a vaga para a próxima fase para os gaúchos. Já faz quase um mês que a equipe gremista atuou pela última vez pela Libertadores, naquele empate dramático no último minuto de jogo na Argentina. Espera-se muito que a atuação em Quito seja melhor, e que a volta para Porto Alegre seja com boas notícias para a torcida na bagagem.

Cíntia Menzono