VAMOS CONTRATAR JOGADOR OU VAMOS CONTRATAR SEGURANÇAS?

Mais uma derrota, mais uma vergonha, mais um sufoco.

 

Quando você simplesmente se cansa de ouvir aquela frase, que se não fosse sofrido não seria Ponte Preta.

 

O problema é que a torcida, em sua grande maioria, cansou do sofrido. O reflexo disso são as arquibancadas vazias. A torcida, o maior patrimônio do clube, já não sente mais tesão em gastar o sofrido dinheiro do mês, pra pagar ingresso ou ser sócio torcedor.

 

Abrimos o placar contra o Grêmio hoje, e a torcida já se enchia de esperança. Porque time que joga fora pra empatar e sai ganhando é praticamente vitória na certa. Nos outros times, na Ponte, não!

 

A equipe até que começou bem e todos achavam que a tal reunião com Emerson Sheik estava surtindo efeito. Doce ilusão. Sheik coitado, deve se perguntar todos os dias por que cargas d'água desembarcou em Campinas.

 

Imagem: Lucas Uebel para Grêmio Oficial


A verdade é que não existe um único culpado. Se dissermos que a culpa é exclusivamente do Kleina, ele vai dizer que não tem elenco. Se dissermos que é do elenco, vão dizer que a culpa é de quem contratou, se dissermos que é de quem contratou, Gustavo Bueno vai dizer que faz o que pode com o dinheiro que tem. A diretoria vai dizer que o campeonato é para manutenção e a torcida, a mais prejudicada na história toda, vai simplesmente abandonar por estar cansada de ser trouxa.

 

Não adianta cobrar, quando não se tem coerência. A equipe não tem esquema tático de jogo, jogam em função de um ou dois jogadores, não tem centroavante (porque o gerente de futebol diz que não precisa) e não consegue se manter.

 

Seguimos de perto uma diretoria safada e prostituta, cheia de nepotismo, que compra o silêncio da imprensa vendida de Campinas. Temos um gerente de futebol que não tem capacidade nenhuma de estar ali, e está única e exclusivamente por ser filho de um dos maiores jogadores do clube. Aí você para pra pensar “o cara só será mandado embora quando o pai morrer, né?!”

 

Vivemos em uma ditadura tão gigantesca, que não se contrata jogadores, se contrata seguranças. Chamam PM para bater em torcedor, soltar cachorro em cima, levar o torcedor pro hospital depois de quase ter a mão decepada por uma mordida.

 

Chega de sacanagem. Chega de amadorismo. Chega de reinado.

 

Nossa, só NOSSA, nossa Ponte Preta precisa respirar sem Carnielli, sem Gustavo Bueno, sem Vanderlei Pereira. Precisamos respirar sem Jadson, Elton, Fernandinho.

 

“Diretoria, cambada de cuzão, a Ponte não é sua, a Ponte é do povão”


Por Li Zancheta

 

Preto e branco é minha cor!