VENCER OU VENCER!

 

O Palmeiras já está na Argentina para o confronto desta terça-feira (23), contra o Godoy Cruz, em partida válida pelo primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores.  

A delegação alviverde saiu de Fortaleza direto para Mendonza, no início da madrugada de domingo, e teve uma complicação na chegada à Argentina. Devido ao mau tempo, o avião que levava o time não conseguiu pousar, e segundo informações, por causa das fortes rajadas de vento o piloto arremeteu por duas vezes, até desistir de pousar no local e seguir para Rosário. 

 

Delegação alviverde demorou quase 40 horas para conseguir chegar a Mendonza. (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

 

Membros da comissão afirmam que alguns chegaram até a passar mal durante as tentativas de pouso. Após parar em Rosário, o voo seguiu para Buenos Aires, onde toda a delegação passou o domingo, mas não chegou a treinar. O Palmeiras chegou a Mendonza somente nesta segunda (22), e Felipão realizou apenas um treino durante a tarde.

Como de costume, apenas a parte do aquecimento foi liberada para a imprensa. O único "desfalque" que Scolari passa a ter é Moisés, que foi vendido para o futebol chinês.

Ramires, que estreou diante do Ceará, não esteve presente no gramado e fez apenas trabalhos físicos no hotel.

Devido ao desempenho das últimas partidas, sabemos que o Verdão não chega tranquilo para o confronto. A equipe alviverde vem de um empate contra o São Paulo, eliminação diante do Internacional e derrota para o Ceará. Antes do jogo em Fortaleza, a torcida chegou a protestar no hotel. As últimas atuações trazem uma certa pressão ao time de Felipão, que após o jogo de domingo disse estar em alerta.

Em relação à fase de grupos, as mudanças no time  se dão pelo retorno de Willian e a chegada de Ramires (que foi inscrito no lugar de Guerra), além claro da saída de Moisés. 

A tendência é que Scolari vá a campo com o mesmo time que enfrentou o Ceará, neste caso a provável escalação é:

Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique e Lucas Lima; Zé Rafael, Dudu e Deyverson.

Apesar de ser dono da melhor campanha na primeira fase da Libertadores, o momento atual do Verdão não está tão tranquilo quanto no início do torneio. Deyverson e Dudu são os mais apontados no momento. O menino maluquinho já não é nenhum poço de habilidades, mas nas últimas partidas vem jogando muito mal e errando com frequência. Já Baixola, teve uma queda de rendimento notável.

 

O Palmeiras realizou um único treino no estádio Bautista Gargantini, do Independiente Rivadavia. (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

 

Após a partida de domingo, nosso Bigode Máster finalmente admitiu que algumas mudanças são necessárias, e isso nos dá um pouco de calma, pois parece que Felipão está começando a pensar fora da sua caixinha. Em entrevista após o jogo contra o Ceará, o técnico reconheceu que alguns ajustes serão necessários para o confronto desta terça. 

"Claro que vamos ter que analisar muita coisa, alguns detalhes que saíram daquilo que a gente imaginava, e outros não. Estamos nervosos no momento de fazer o gol, proporcionando ao adversário contra-ataques que não eram normais. Uma série de situações que vamos analisar para o jogo da Argentina", afirmou Scolari.

Esperamos que o Verdão entre em campo focado apenas em vencer, para chegarmos com  tranquilidade ao confronto de volta, marcado para o dia 30, no Allianz Parque. 

 

INFORMAÇÕES DA PARTIDA 

Local: Estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza, Argentina

Data: 23 de julho de 2019, terça-feira

Horário: 21h30 (Brasília)

Árbitro: Wilmar Roldán (COL)

Assistentes: Alexander Guzman e Dionisio Ruiz (COL)

VAR: Victor Carrillo, auxiliado por Michael Espinoza e Jonny Bossio (PER)

Transmissão: Fox Sports

 

#AvantiPalestra #Libertadores2019 #VamosVerdão 

 

Por Vânia Souza