VERDÃO EM CAMPO: EMPATE SEM GOLS

A Chapecoense ainda não venceu no Brasileirão, mas, diferentemente das partidas anteriores, o torcedor comemorou o empate fora de casa e o ponto somado, contra um antigo adversário — o Palmeiras. Após uma má fase e pressão por bons resultados, a Chape retoma a confiança do torcedor, em um jogo em que velhos conhecidos se enfrentaram! A partida terminou sem gols.

https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2018/04/29/gazeta-press-foto-1108455-1024x606.jpg

Foto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press

Neste domingo (29), às 16 horas (horário de Brasília), no Allianz Parque em São Paulo a disputa aconteceu pela 3ª rodada do Campeonato Brasileiro.

A chape entrou em campo com Jandrei, Apodi, Rafael Thyere (cartão amarelo), Douglas, Bruno Pacheco (cartão amarelo), Amaral (cartão amarelo), Elicarlos (cartão amarelo), Canteros (substituído aos 37’ do 2º tempo para a entrada de Luiz Otávio), Márcio Araújo, Amaral (cartão amarelo), Elicarlos (cartão amarelo), Arthur Caike (cartão amarelo e substituído aos 22’ do 2º tempo para a entrada de Guilherme) e o capitão Wellington Paulista (cartão amarelo e substituído aos 46’ do 2º tempo para a entrada de Leandro Pereira).

SOBRE A PARTIDA:

Durante o 1º tempo a posse de bola foi maior para a equipe mandante da partida, o Palmeiras. Porém, a Chapecoense soube segurar muito bem o jogo e frear os ataques adversários. A zaga da Chapecoense teve trabalho, mas quem brilhou mesmo foi o goleiro Jandrei, que fez uma bela partida e foi também um dos principais responsáveis por esse empate fora de casa.

A rede até chegou a balançar no 1º tempo, porém o gol foi anulado logo em seguida. Após uma cobrança de falta de Canteros, a bola desviou na barreira e Rafael Thyere com o pé direito empurrou para o fundo da rede, a Chape comemorou, mas o gol foi anulado já que o jogador estava adiantado no lance.

https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2018/04/29/gazeta-press-foto-1108500-1024x681.jpg

Foto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press

Para o 2º tempo não houve nenhuma alteração na Chapecoense, o time entrou na defensiva assim como no 1º tempo e manteve o ritmo de jogo, não foi para o ataque e se concentrou em não levar gol. O time Catarinense passou o 2º tempo de jogo basicamente impedindo os lances de ataque do adversário e por fim teve êxito.

O Palmeiras também chegou a balançar a rede da Chape, mas também teve o gol anulado, contudo, foi mal anulado, como mostram as imagens pós jogo, já que o jogador não estaria em impedimento como advertiu o bandeirinha. Com isso, melhor para a Chapecoense, já que o gol saiu nos acréscimos de jogo e foi o último lance da partida.

https://www.gazetaesportiva.com/wp-content/uploads/imagem/2018/04/29/SEB_9649-copy-1024x683.jpg

Foto: Sergio Barzaghi/ Gazeta Press

Foi uma partida muito disputada e com intenso contato físico, o que podemos evidenciar pela quantidade de cartões amarelos distribuídos durante o jogo. Foram 9 no total, sendo 6 deles para a Chapecoense, que manteve seu esquema recuado e defensivo do início ao fim e não se absteve das faltas para frear o adversário.

É sempre bom ressaltar a força e o respeito ao adversário, principalmente quando se joga na casa deles, mas o jogo de domingo, apesar de sem gols, serviu para ressaltar o espírito guerreiro do Verdão Chapecoense, que, depois de uma má fase no campeonato, soube segurar o ataque do Verdão Paulista e somar mais um ponto na competição.

Há que se destacar principalmente o esquema tático adotado pelo técnico Gilson Kleina, em que manteve o foco na defesa e explorou os lances de bola parada. Além da excelente partida do nosso goleiro, que se destacou no jogo e fez defesas dignas do maior pontuador do cartola até o momento (20.20).

Com este empate a Chapecoense ocupa atualmente a 16ª posição na tabela com apenas 2 pontos somados. Já o Palmeiras está na 7ª posição com 5 pontos somados.

O time Catarinense agora se concentra para a partida contra o Atlético-MG, no meio da semana, pela Copa do Brasil.

 

Somos mais que 11... Somos #CHAPE

Ana Carolina Teixeira