Virar a página mais uma vez…

 

Com uma gestão que tinha tudo pra dá certo, com ótima administração, Flamengo ganhou visibilidade incontestável. Assim como nos velhos tempos, jogadores passaram a querer jogar no Clube de Regatas do Flamengo, patrocinadores passaram a querer estampar suas marcas na camisa rubro-negra e a marca “Flamengo” se tornou a mais valiosa do Brasil.

No seu primeiro mandato foi nos pedido paciência, pois a prioridade era acertar as dívidas e não teríamos chances de grandes contratações. Veio um novo mandato e nos foi prometido grande elenco e muitas conquistas. O grande elenco pode até ter chegado, mas a vontade de vencer não veio com eles e sobrou a diretoria arrogância e prepotência que nos culminou em derrotas e vexames.

 

 

Mais um ano sem grande conquista e apenas um carioca pra chamar de titulo. Nossa diretoria esqueceu que um clube de futebol não vive só de finanças, pois na sua historia os torcedores lembrarão das suas vitorias e glorias.

Após a derrota na última quarta-feira (27), o Flamengo entra em campo nesta segunda-feira (02) às 20h de Brasília pela 26ª rodada do brasileiro contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli.

Com chances nulas de conquista na competição, o rubro negro tem o campeonato apenas como uma forma de entrar na libertadores de 2018. Entrando em campo com o resultado dos adversários, o rubro-negro carioca precisa vencer pra somar 42 pontos e chegar à quinta colocação da competição. Porém a missão não será fácil, a Macaca luta para sair da zona da degola.

Para o primeiro jogo após o vice, o “professor” Rueda conta com uma serie de desfalques. Cuéllar, Trauco e Guerrero não jogarão, pois estará com as suas seleções. Berrío está suspenso e Juan e Everton serão poupados para o jogo de quarta-feira no clássico contra o Fluminense pela Sul-americana. Com esses desfalques a carioca deve entrar em campo com: Diego Alves; Pará, Réver, Rhodolfo, Renê; Márcio Araújo, Willian Arão; Diego; Gabriel (Vinicius Jr.), Lucas Paquetá (Felipe Vizeu), Everton Ribeiro.

Por Rayane Almeida