Visita ao CT do Cuiabá Esporte Clube

              

Eis que um dia surgiu a idéia de conhecer o Centro de Treinamento do Cuiabá. Conversa com um amigo aqui e outro amigo lá, tomamos a decisão de que iríamos mesmo.

Para isso, precisaríamos de um horário marcado, conseguimos falar com o assessor de imprensa, Pedro Lima e marcamos para dia 16/05 às 9h30 da manhã. Nessas horas o coração pulava de alegria, um sonho de infância, sonho de torcedor cuiabanista que jamais imaginava estar ali tão perto dos jogadores!

 

(Eu, Augusto Douglas e Álvaro Vinicius / Acervo Pessoal)

 

 

Chegado o tão esperado dia, tudo combinado de nos encontrarmos em um ponto melhor para o nosso trio dourado. Canetas para pegar autógrafo, camisa reserva, o coração já pulava de alegria antes mesmo de chegar lá. Á caminho do nosso destino, um bom sinal, um rapaz com a camisa da diretoria do Cuiabá, provavelmente indo para o mesmo lugar, nos cumprimentou e seguimos adiante.

Na ansiedade, chegamos muito antes do horário marcado, , cerca de uma hora adiantados, mas mesmo assim fomos bem recebidos. O pessoal nos viu em frente ao portão e pediram para entrarmos e aguardar até o Pedro terminar o auxílio que estava prestando ao pessoal do Globo Esporte que também estava presente ao CT.

Era reapresentação do time após o título de Campeão Matogrossense 2017, jogadores novos, alguns atletas não faziam mais parte do elenco. Conhecemos as novas caras como: o zagueiro Pitty, laterais Bruno Moura e Gedeilson; volante Derli e Atacante Cristiano. Eles fizeram apenas treino físico pela manhã e pudemos acompanhá-los de perto.

Enquanto observávamos o treino, o pessoal do GE foi chegando por perto de onde estávamos para também filmar o treino e os novos atletas do clube. Nisso foram feitas algumas perguntas e fui chamada para conceder entrevista pela segunda vez em menos de poucas semanas.

Fomos filmados acompanhando o treino de perto, estávamos tão felizes que mal prestamos atenção nas gravações na hora, vimos somente quando foi ao ar.

 

 

Um sonho de criança estava sendo realizado, poder acompanhar o treino de tão perto e ainda do meu time do coração.

Nessa hora, nós três ali olhando os jogadores passarem, Gabriel Ramos veio em nossa direção e nos cumprimentou, conversou por um tempo, humildade em pessoa. Um bom jogador, sempre que entra no time muda totalmente o jogo, um camisa 10 nato, mas nosso treinador insiste em deixá-lo no banco, conversamos sobre isso também e falamos para seguir trabalhando porque Deus sabe das coisas.

Mas ainda tinha o treino do nosso ídolo, o FenomHenal, o dono da camisa 1 que vem se destacando quando o assunto é decisão.

O trabalho dos goleiros é impressionante, ação e reação, reflexo, flexibilidade e agilidade, tudo isso com nosso mestre que também foi um goleiro excepcional Ernandes Pantaneiro. Com ele estavam as 3 paredes Henal, Remerson e Zé Carlos, cada salto, cada defesa impressionante, tempo de bola e isso significa que estamos bem servidos de goleiro.

 

 

A felicidade em nossos rostos era nítida, estávamos ali de frente para nossos ídolos e ainda acompanhando o dia-a-dia deles, isso é gratificante. Com certeza esse dia ficou marcado em nossa mente e guardado em nossos corações.

 

Por Taisa Alvarenga