VITÓRIA ALIVIA, MAS NÃO CONVENCE

 

Foto: Staff Images


 

De virada, o Santos venceu a partida de estreia na Libertadores contra o Defensa y Justicia, por 2 a 1, na Argentina. O resultado aliviou o coração do torcedor santista, mas a atuação ainda não convenceu.

O questionado treinador Jesualdo Ferreira foi certeiro nas alterações ao colocar em campo Jobson e Kaio Jorge, que além de terem jogado bem, marcaram os gols da virada alvinegra.

O Peixe teve uma postura um pouco diferente do que vem apresentando nos últimos jogos, mas ainda se encontra longe do que era visto no final do Brasileirão de 2019. O estilo de jogo do técnico português, por enquanto, não combinou com o DNA ofensivo do alvinegro que neste ano está deixando muito a desejar.

A vitória na Libertadores trouxe esperança, mas não pode ser ilusória. O resultado positivo era necessário principalmente para Jesualdo, que ainda tem riscos. Poderemos ter um parâmetro melhor da situação na próxima partida do Peixe, no sábado (7), contra o Mirassol, na Vila Belmiro.

Apesar da diferença das duas competições seria estranho vencer da equipe argentina e derrapar diante do time do interior no estadual.

Jesualdo diz estar conhecendo o clube, estudando os jogadores. Mas os testes poucos resultados trazem, e quando trazem, são rasos. A vitória é sim motivo para comemorar, mas afrouxou um pouquinho a corda do pescoço do treinador.

A expectativa é de uma crescente alvinegra, é claro, e que se possa ter um time competitivo que brigue de igual para igual nas duas competições.

Que a diretoria fique consciente que sabemos da situação que o clube passa, mas que não para passar a mão na cabeça de quem não faz um bom trabalho.

Segue o jogo…

 

Carolina Ribeiro

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna, não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.