Vitória carnavalesca

 

 

(Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo)

 

 

Sábado de carnaval já quase virou tradição ser semifinal de alguma taça no campeonato carioca. Mais uma vez um clássico entre Flamengo e Botafogo. Como a Cidade Maravilhosa fica ainda mais cheia de encantos mil nessa época, a estrutura de uma partida desse porte fica mesmo prejudicada, então a solução foi mandar para Volta Redonda.

 

A equipe rubro- negra era o líder do grupo A, estava invicta que em seis jogos, tinha ganhado cinco e um empate no clássico contra o Vasco. Também não havia tomado nenhum gol. Bem, até o encontro com o cruz maltino, basicamente os meninos da base que estavam dando conta do recado, nesse mesmo jogo foi a estreia dos titulares. Já ontem era a partida de estreia de Henrique Dourado, o nosso CeiFLAdor!

 

Com a eliminação precoce na derrota contra o Aparecidense, o Botafogo foi a campo tentar buscar sua redenção. Palavra que usamos tanto na temporada passada. Com uma equipe ainda em formação e desajustada e um técnico em começo de trabalho, não seria uma tarefa fácil bater o rival. E não foi mesmo.

 

- Primeiro Tempo: bem domínio foi a palavra. Os alvinegros só tentavam frear os rubro-negro. A superioridade foi tanta que o Botafogo não finalizou nenhuma vez. Já para o Flamengo teve uma falta de Paquetá que tirou tinta do travessão, várias bolas que saíram no limite e aos 35' abriu o placar com uma cabeçada, Éverton quebrou mais um recorde e fez seu oitavo gol em clássicos, o terceiro contra o rival.

 

- Segundo Tempo: já aos 3' da segunda etapa o estreante do rubro-negro fez seu primeiro com o Manto Sagrado. Henrique Dourado recebeu de Paquetá e com a perna direita mandou no canto de Jefferson, ampliando a vantagem. Comemorou com a sua marca: ceifada. O rival até deu uma melhorada com a dupla Renatinho e Kieza, e assim conseguiu diminuir no marcador. Ele fez seu primeiro gol com a camisa nova e encheu de esperança o coração dos torcedores alvinegros. Entretanto a pedra preciosa da base entrou, Vinicius Junior num belo chute de fora da área deixou o dele, e compensando um perdido um pouco antes. Na comemoração o tradicional gesto de choro que desencadeou uma quase confusão, em que os alvinegros não gostaram da provocação.

 

Fim de jogo, o placar 3x1 para o Flamengo, levou a mais uma decisão e pegará o Boa Vista. Sendo assim os primeiros colocados de cada grupo faz a final.  

 

Mesmo sendo início de temporada e ainda buscando certo entrosamento, o Clube de Regatas Do Flamengo jogou bem confortável. Mostrou que em questão de elenco era mesmo superior. Deu trabalho, muito trabalho, ainda mais com uma bela atuação do incansável Lucas Paquetá. Ceifador logo conseguiu se entender com o resto do time e Éverton Ribeiro conseguiu mostrar um pouco do seu potencial, principalmente pela avenida deixada pelo adversário no seu lado.

 

O rubro-negro jogou pro empate, mas não se conformou e mostrou garra, amor e paixão! Agora "partiu final", que será no próximo domingo (18) contra o Boa Vista, que ainda não confirmou o o local (deve ser o Engenhão). Mais uma vez o Flamengo jogará pelo empate, já que tem a melhor campanha, continua invicto. Então Vamos Flamengo!

 

Por Paula Barcellos