VITÓRIA COM MAGIA...

 

Vasco derrota o Fortaleza e volta a respirar no Brasileirão.

 

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco 

 

Debaixo de um sol escaldante no Rio de Janeiro, o Vasco entrou em campo pressionado por uma vitória, ainda mais depois do empate ridículo diante do Avaí na última partida. O técnico Vanderlei Luxemburgo resolveu então mexer na equipe, com a dificuldade de mandar a bola para a rede nos últimos jogos o treinador surpreendeu todo mundo ao escalar 4 atacantes, isso mesmo! O time entrou em campo com Rossi, Marrony, Talles e Ribamar e as mudanças não pararam. Raul foi poupado, Andrey foi titular,  Danilo Barcelos foi para o banco e Henrique entrou no seu lugar.

Talvez um pouco desconfiada, a torcida não chegou a lotar o estádio como se viu nos outros jogos do time nesse campeonato, mas foi em bom número e jogou junto com a equipe do início ao fim como de costume. 

No primeiro tempo não vimos muita coisa boa, é  verdade, apenas o que vemos sempre. O Vasco se movimentou bastante, porém não chegou a ser muito agressivo assim como a equipe do Fortaleza. O destaque vai para os goleiros que ficaram bem descansados, só faltou a sombra e a água fresca que até chegou, quando os jogadores pediram tempo técnico antes do tempo por conta do forte calor. Sobre os 4 atacantes só podemos destacar dois na primeira etapa, Marrony que até que se movimentou bastante para uma função que não era a sua e Talles Magno que carrega esse time nas costas. Já Rossi e Ribamar conseguiram ser os mesmos de sempre, enquanto um só corre, o outro só está ali presente fazendo o quê, ninguém sabe...

 

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco 


 

No segundo tempo, o técnico Vanderlei já voltou com mudanças que funcionaram bastante. Com as saídas de Ribamar e Andrey entraram os dois Felipes: O Ferreira e o Bastos e o time melhorou, passou a pressionar mais, ficar mais com a bola e criar boas jogadas, o que faltou no primeiro tempo. Foi então que começou o show de bolas na trave. A primeira delas com Rossi que carimbou o travessão após a bola sobrar para ele dentro da área, e depois foi a vez de Felipe Ferreira, em cobrança de falta. O Vasco ainda teve uma grande chance com Rossi mas o goleiro Marcelo Boeck fez uma grande defesa. Era talvez o indício de que o gol estava perto de sair e foi mesmo. Isso porque no escanteio cedido pelo goleiro, o capitão Leandro Castan foi empurrado dentro da área e o juiz marcou pênalti sem precisar de auxílio nenhum. Geralmente o pênalti é um momento de muita comemoração, mas ultimamente para o Vasco se tornou momento de tensão. Primeiro porque não se sabe quem vai bater, dessa vez quem assumiu a responsabilidade e foi para a cobrança foi Yago Pikachu, que já havia perdido alguns ao longo da competição. A pressão era tanta que nem o técnico Luxemburgo quis olhar, mas dessa vez o Pokémon não desperdiçou e aos 21' minutos marcou o seu gol de número 100 na carreira, que deu a vitória ao cruzmaltino sobre o Fortaleza que era um rival direto na tabela. 

Aí você pergunta, e onde está a magia? Ela está em um menino de 17 anos chamado Talles Magno, ou Mágico se você preferir. Jogando com mais liberdade principalmente no segundo tempo, o jovem atacante tirou de sua cartola um grande repertório de dribles e ficou difícil para os adversários segurarem o garoto. Além de um domínio lindo no meio-campo o destaque da atuação de Talles foi a lambreta que ele deu em Gabriel Dias do Fortaleza que acabou fazendo a falta e foi expulso. No último jogo de Talles pelo Vasco antes da apresentação a Seleção Brasileira Sub-17, o atacante se despediu em grande estilo, deixando a torcida com gosto de quero mais e com muita saudade, porque o menino vai fazer muita falta nesse time, muita mesmo. 


 

"Feliz pela atuação, por ter acertado a lambreta. Não foi pra humilhar, respeito muito o Fortaleza. Só foi um recurso para tentar seguir a jogada, passar o tempo, segurar o jogo e deu certo, graças a Deus. (...)Emoção muito grande, torcida maravilhosa, que tanto amo. Agora é focar lá na Seleção, representar bem o clube para poder voltar melhor ainda e ajudar meu clube." -Disse Talles em entrevista após a partida.

 

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco 

 

Com a vitória na partida deste domingo (13), o Gigante da Colina chegou aos 31 pontos e se afastou bastante da zona de rebaixamento, agora na 12° colocação. O próximo adversário também é um confronto direto, na quarta-feira (16), onde vai enfrentar o Botafogo novamente em São Januário.


 

"Vitória foi fundamental, porque é contra um adversário direto. Eu não trabalho momento, mas a competição. Se analisar, quando estávamos jogando contra o Avaí, eu tinha só dois pontos. Neste turno, somei cinco pontos. Estou começando o segundo turno melhor do que estávamos nesta fase do primeiro." - Disse o técnico Vanderlei Luxemburgo na coletiva.



 

Texto: Jessica Martins