Vitória gigantesca

cdg20170711126.jpg

Evandro tenta jogada no campo defensivo do Guarani (Foto: Agência Estado)

Visando dar sequência na invencibilidade dentro do Brinco de Ouro, o Guarani recebeu o Goiás na noite desta terça-feira (11) e venceu pelo placar de 1x0, garantindo-se em mais uma rodada dentro do G4 e iniciando a minimeta mais complicada com 3 pontos.  

Quando o campeonato está para começar, aparecem os times com maiores investimentos financeiros, os de maiores cotas da televisão, os com melhores elencos. Nesta Série B, apontamos Internacional, Goiás e Ceará, como favoritos ao acesso por esses exemplos aí de cima. O segundo nome, foi o adversário da noite. Fatores que tornariam o jogo uma incógnita. Mesmo sem encantar no campeonato, o Esmeraldino é um forte candidato à brigar por vaga lá em cima.

A vitória veio na garra, na insistência, na paciência. Veio na boa visão de substituição de Vadão. Com o meio-campo errando muitos passes e dando o contra-ataque perigoso para o time goiano, o treinador bugrino chamou Juninho, Luiz Fernando e Richarlyson para os lugares de Caíque, Fumagalli e Evandro, respectivamente. O Bugre passou a ter mais o domínio da bola e trabalhar a melhor jogada. Em uma dessas jogadas, Luiz Fernando caiu pelo canto e achou Braian Samudio na marca do pênalti. O paraguaio, artilheiro do Guarani na competição com 4 gols, deu um golpe de cabeça e mandou no canto do goleiro. O Brinco foi abaixo!

gua.jpg

Samudio voa para comemorar mais uma vitória do Guarani (Foto: Agência Estado)

O placar ainda poderia ter sido ampliado e a partida se tornar mais “tranquila” para o Guarani, mas Juninho, dentro da área, mandou por cima do gol.

Quero ressaltar aqui, a grande partida de Willian Rocha, que entrou no lugar de Genilson. Xerifão, cara de zagueiro. Foi um monstro na defesa e ainda chegou bem no ataque. Titular absoluto!

rocha1.jpg

Willian Rocha aproveitou a chance como titular e ganhou elogios de Vadão (Foto: Rafael Fernandes/GuaraniPress)

 

A TORCIDA DEU SHOW

O maior público do Bugre na Série B. Os 5.123 bugrinos presentes incentivaram e tiveram papel importante nessa vitória gigantesca.

 

AUREMIR 50 JOGOS

Os mais sinceros agradecimentos por sempre honrar a nossa camisa. Bom de grupo, trabalhador comprometido, gigante dentro de campo. Parabéns pela marca! É, Auremir!

 

 

A diferença gritante de cota recebida não foi suficiente para bater o Guarani no Brinco de Ouro. Somamos mais 3 pontos e seguimos fortes!

HSG

Por Fernanda Martins.